[object Object]
17.03.2021POR Miguel Ferreira

João Gabriel Silva – “A UC tem conseguido responder aos seus desafios”

O Observatório desta quarta-feira (17 março) contou com o comentário à atualidade do antigo reitor da Universidade de Coimbra (UC), João Gabriel Silva.

Num primeiro tópico, em relação à comemoração dos 731 anos da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva afirma que “a UC tem conseguido afirmar-se e renovar-se”  ao longo dos séculos, conseguindo acompanhar a evolução da sociedade.  Nesse seguimento, em análise à gestão  da reitoria em tempo de pandemia, o antigo reitor, não querendo entrar em detalhes, realça que “tem sabido responder com eficácia a este desafio”.

Sobre o futuro do ensino superior pós-covid, João Gabriel Silva diz que  “vai ser influenciado pelo período que estamos a atravessar”. No entanto, destaca que o ensino não será exclusivamente remoto, deixando a nota de que o ensino presencial é “essencial”. Ainda assim, pode vir a ser introduzido um maior apoio tecnológico como auxílio dos estudantes.

Questionado sobre a qualidade do ensino transmitido aos estudantes da pandemia, o antigo reitor não põe em causa a sua qualificação e qualidade do ensino.

Em destaque esteve também  o estudo da Associação Académica de Coimbra sobre o impacto da pandemia nos estudantes,  mais concretamente o impacto na saúde mental. Relembro que este mesmo estudo afirma que  1 em cada 5 estudantes tiveram pensamentos suicidas no confinamento. Sobre este ponto, João Gabriel Silva  diz ter “dúvidas sobre a exatidão dos resultados do estudo”,  realçando que deveria ser um estudo “cientificamente mais exigente”, confessando que  não compreende o que é definido como “pensamentos suicidas” tal como é descrito no estudo  lançado pela AAC. Todavia não nega a existência de perturbações psicológicas nos estudantes.

Fotografia de noticias.uc.pt

PARTILHAR: