23/03/20

População sem-abrigo não tem diretiva concreta, instituições de apoio articulam com a Câmara Municipal

A RUC contactou o Centro de Apoio ao Sem Abrigo de Coimbra (CASA) para tentar perceber que medidas estão a ser aplicadas a esta população, durante a pandemia de COVID-19.

O coordenador da delegação de Coimbra da CASA, Marco Henriques, assume que este é um grupo de risco e indica que não está em vigor uma diretiva concreta sobre para a população sem abrigo. No entanto, confirma que uma articulação entre as diferentes entidades que operam no terreno e a Câmara Municipal de Coimbra.

Quanto às medidas a serem aplicadas, Marco Henriques afirma que algumas já foram adotadas desde a semana passada e equaciona a possibilidade da aplicar uma quarenta.

Com vista à prevenção de contágios, a CASA adotou algumas medidas específicas, tais como, limitar os seus serviços à distribuição de alimentação, sendo esta realizada apenas em serviço de takeaway e sensibilizar os sem abrigo à higienização.

Questionado sobre a preocupação dos sem abrigo quanto ao contágio de COVID-19, Marco Henriques afirma que estes procuram essencialmente informação sobre os sintomas desta doença.

No que aos recursos diz respeito, o coordenador da delegação de Coimbra, assume que há menos recursos e menos voluntários.

Quanto ao futuro, Marco Henriques garante que a atividade continuará, a menos que a mesma se torne um foco de contágio.   

Jorge Ribeiro

4
16
54
0
GMT
GMT
+0000
2020-04-02T16:54:37+00:00
Thu, 02 Apr 2020 16:54:37 +0000