18/03/20

Voos para fora e de fora da União Europeia suspensos a partir de amanhã, quinta-feira, 19 de março

Fotografia: site do governo – (foto: José Sena Goulão/Lusa)

A partir das 24 horas de hoje, quarta-feira, 18, vão estar suspensos todos os voos para fora do espaço Schengen e que venham de países fora da fronteira externa da União Europeia (UE). O primeiro-ministro, António Costa, após o Conselho Europeu extraordinário de ontem, 17, falou aos jornalistas e comunicou a decisão.

Restrições por 30 dias: suspensos todos os voos internacionais de e para fora da União Europeia

Portugal determinou excepções para os países onde há “uma forte presença de comunidades portuguesas”, afirmou António Costa. Canadá, Estados Unidos da América, Venezuela e Africa do SUL e os países de língua oficial portuguesa, estão fora da medida restritiva.

Quanto ao Brasil, vão existir apenas duas rotas, a de Lisboa Rio de Janeiro e Lisboa São Paulo.

Embora não vão existir voos de e para fora da União Europeia, a liberdade de circulação no seio da União Europeia vai ser garantida e medidas de encerramento de fronteiras devem ser coordenadas de forma bilateral entre países à semelhança do que fizeram Portugal e Espanha, recomenda a UE.

Repatriamento de portugueses

O repatriamento de europeus que estão em países terceiros vai ser assegurado. O desejo do primeiro-ministro é que haja colaboração com outros países europeus como aconteceu com o repatriamento dos portugueses que estavam em Wuhan e que quiseram regressar a Portugal. António Costa lembrou que o governo português já repatriou 408 portugueses. De acordo com o primeiro-ministro, há centenas de nacionais que querem regressar e outros querem instruções de como proceder. Em países em que há quarentena os Consulados Portugueses não têm acolhimento presencial. No ministério dos Negócios Estrangeiros funciona uma linha telefónica para contacto.

Hoje, 18, quarta-feira, na reunião de ministros do trabalho da UE vão ser criadas medidas de apoio ao subsídio de desemprego e às empresas sobre limitações ao ‘lay-off’, revelou António Costa.

O esforço de repatriamento pode ser feito por aviões portugueses deseja o primeiro-ministro que a nível da UE se façam voos conjuntos.

Isabel Simões 

1
21
03
0
GMT
GMT
+0000
2020-04-06T21:03:39+00:00
Mon, 06 Apr 2020 21:03:39 +0000