18/03/20

Novo coronavírus pode sobreviver horas ou dias nas superfícies

Fonte: New England Journal of Medicine

Um recente estudo, publicado ontem no The New England Journal of Medicine, sugere que o vírus que origina a Covid-19 pode persistir até três horas no ar e alguns dias nas superfícies.

De acordo com a investigação americana, o novo coronavírus, depois de expelido através de gotículas durante a tosse ou o espirro, pode manter-se ativo no ar que respiramos, e consequentemente continuar a infetar, durante pelo menos três horas. No entanto, os investigadores alertam que o vírus pode não permanecer no ar em níveis elevados capazes de pôr em risco as pessoas, caso esteja assegurada a distância de segurança, isto é, mais de 1 metro. O maior risco surge em ambiente hospitalar e associado à entubação de doentes infetados, uma manobra que liberta grande quantidade de gotículas para o ar com o vírus

O mesmo estudo refere que o novo coronavírus se desintegra ao fim de 24 horas no cartão e 72 horas no plástico. No aço inoxidável, por exemplo, mantém-se durante 48 horas e no cobre apenas quatro horas.

Na investigação foi possível perceber também que 50% das partículas do vírus, quando este é expelido através de gotículas, perdem a sua função ao fim de 66 minutos. No entanto, mesmo ao fim de duas horas e doze minutos no exterior, ainda há 25% de vírus ativo no ar. A percentagem vai reduzindo até desaparecer quando atinge as três horas.

Os dados reunidos pelos investigadores americanos resultam de experiências envolvendo dois vírus: SARS-CoV-2, que diz respeito ao vírus que dá origem à doença Covid-19, e o e SARS-CoV-1 que é o seu “primo”, da família dos coronavírus, e que, entre 2002 e 2003, infetou mais de 5000 pessoas em território chinês. Os dois tipos de vírus foram estudados em cinco ambientes diferentes: aerossóis, plástico, aço inoxidável, cobre e cartão. Ambos os vírus foram aplicados às diferentes superfícies e mantidos a uma temperatura entre 21ºC e 23ºC, com 40% de humidade, durante sete dias.

Na conclusão do estudo, os investigadores americanos salientam a importância da higiene, etiqueta respiratória e distância social, assim como a limpeza de superfícies, como forma de combater a propagação da Covid-19. Vejas as recomendações aqui

Luís Miguel Martins

4
15
39
0
GMT
GMT
+0000
2020-04-02T15:39:08+00:00
Thu, 02 Apr 2020 15:39:08 +0000