17/03/20

Portugueses e Espanhois impossibilitados de passarem a fronteira na Páscoa

O restabelecimento dos postos de fronteira como medida de contenção da disseminação do COVID-19 vai travar turismo entre portugueses e espanhóis durante o período da Páscoa.

A medida de restrição de fronteiras entre Portugal e Espanha implementada deve manter-se por um período superior a um mês referiu, ontem, 15, o primeiro-ministro, António Costa. De acordo com o primeiro-ministro este não é um bom ano para atividades turísticas para espanhóis e portugueses na altura da Páscoa.

António Costa referiu, ainda, que a medida não vai abranger a circulação de mercadorias. No entanto, a circulação vai estar sujeita a um controlo português ou espanhol, ou por ambos, nos postos de fronteira que vão ser restabelecidos, o que resultou de um acordo operacional por parte dos ministro da Administração Interna português e do homólogo espanhol.

As ligações aéreas, ferroviárias e marítimas entre Portugal e Espanha, que não envolvam mercadorias vão estar suspensas durante mais de um mês.

Já hoje, segunda-feira, 16, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita comunicou que serão nove os postos da fronteira terrestre em que vão circular bens essenciais: equipamento médico e de proteção, medicamentos e alimentos.

Ana Neves (com Agência Lusa)

1
20
04
0
GMT
GMT
+0000
2020-04-06T20:04:48+00:00
Mon, 06 Apr 2020 20:04:48 +0000