22/01/20

Contrução do UC Biomed prevê alicerces em 2020 e conclusão em 2022

A apresentação do MIA-Portugal contou com a exibição das plantas do edifício UC Biomed, com alicerces previstos para a zona do Pólo III e dos Hospitais da Universidade de Coimbra. O projeto do edifício, com 24.000 metros quadrados de área e seis pisos, tem um custo de 20 milhões de euros e conclusão prevista para 2022.

Sobre este novo edifício, o coordenador do MIA-Portugal, Rodrigo Cunha, comentou as expectativas para a construção e as razões do atraso no início das obras.

Sobre a previsão de início dos trabalhos, Rodrigo Cunha diz que o MIA “não surge do nada, que apenas traz sangue novo para muito do que já é feito com qualidade na Universidade de Coimbra”. Por este motivo, espera-se que haja colaboração entre os dois e que, enquanto o edifício UC Biomed não ficar pronto, é natural que a UC acolha os investigadores do MIA nos seus institutos.

O Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, revelou que este prédio já era um projeto antigo, da época em que era vice-reitor. Por este motivo, a estrutura supera a necessária para o MIA-Portugal, que ocupará somente um terço da área total do prédio. Portanto, dois terços deste edifício ficarão disponíveis para equipas de outras áreas e de outros centros de investigação.

Amílcar Falcão, informou que o investimento total no projeto MIA-Portugal ronda os 50 milhões de euros e que a “UC terá investimento a rondar os 20 milhões de euros”.

Gabriela Montilha

6
19
11
0
GMT
GMT
+0000
2020-02-22T19:11:45+00:00
Sat, 22 Feb 2020 19:11:45 +0000