20/01/20

“O Tempo Perguntou ao Tempo” em exibição na Casa das Artes

“O Tempo Perguntou ao Tempo” é o nome da exposição fotográfica do artista Vítor Malva em exibição na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto (CAFBB), até dia 14 de fevereiro. A inauguração teve lugar na sexta-feira, 17, e contou com curadoria musical de Afonso Macedo.

Em entrevista à Rádio Universidade de Coimbra (RUC) o programador cultural da Casa das Artes, Alexandre Lemos, explicou que o nome de Vítor Malva surgiu devido à sua proximidade com aquele espaço cultural da cidade, nomeadamente nos mercados sazonais organizados pela CAFBB onde, “como vendedor, trazia a fotografia dele”. A conceção esteve a cargo do fotografo e, conta Alexandre Lemos, o trabalho dos anfitriões “foi mais de auxiliar na montagem”.


Vítor Malva é natural de Coimbra, onde nasceu em 1988, tem formação como arquiteto e pratica a fotografia como espaço livre de criação. O curador do espaço localizado na Avenida Sá da Bandeira, sublinhou a importância de receber e colaborar na montagem da exposição de um artista local “numa fase muito inicial do seu trabalho artístico”. Esta exposição, “mais que um prazer, é um realizar do que sentimos ser a nossa missão”, disse Alexandre Lemos.


Na tarde escolhida para inaugurar “O Tempo Perguntou ao Tempo”, Vítor Malva também falou com a RUC. Explicou em maior detalhe as origens da exposição e do material fotográfico.


Vítor Malva falou ainda sobre algumas adaptações feitas ao seu trabalho original para a apresentação na Casa das Artes. Trata-se de mudanças que vão ao encontro do espaço em que as suas fotografias agora habitam e que, desvenda o arquiteto, contam “parte do processo” criativo.


A curadoria musical na inauguração da exposição esteve a cargo de Afonso Macedo.
Fotografia: Bernardo Agostinho

Na entrevista à RUC, Vítor Malva referiu ainda um ponto especial do dia. Por proposta dos curadores, o “azul” da técnica de cianotipia, a “repetição” do processo e a estética “minimal” das fotografias, foram passadas a conceitos e transmitidas ao musicólogo, Afonso Macedo. O desafio: “apresentar uma proposta” que fosse de encontro à exposição, explicou.


A exposição “O Tempo Perguntou ao Tempo” de Vítor Malva está patente na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto até dia 14 de fevereiro. Pode ficar a conhecer mais sobre o artista no programa Culturama da RUC, que vai ter lugar na próxima terça-feira, dia 21.

Bernardo Agostinho e André Jerónimo

6
18
40
0
GMT
GMT
+0000
2020-02-22T18:40:40+00:00
Sat, 22 Feb 2020 18:40:40 +0000