8/01/20

Jorge Gouveia Monteiro: “Ouvir a sociedade não é só para o Orçamento Participativo”

O comentário à atualidade do Alvorada de hoje (8) ficou a cargo de Jorge Gouveia Monteiro, membro do Movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) e antigo vereador da Câmara Municipal de Coimbra (CMC). 

Jorge Gouveia Monteiro

Os agricultores afetados pelas cheias no Baixo Mondego poderão receber apoios para reverter os prejuízos com equipamentos ou animais afetados. Um concurso deve ser aberto até o final do mês de janeiro, através do Programa de Desenvolvimento Rural 2020. Até ao momento, o Ministério da Agricultura não sabe qual o valor total dos danos na agricultura na região com as cheias de dezembro. Para Jorge Gouveia Monteiro, não é possível pensar nestes problemas sem tocar na séria questão das alterações climáticas. 

O membro do CpC entende que, para reverter os impactos das mudanças no clima, é necessário realizar mudanças complexas e interligadas entre si, e não apenas pequenas medidas avulsas. 

Entre alguns dos pontos que deveriam ser endereçados em Coimbra, na opinião do comentador, estão o cuidado com a impermeabilização da área urbana, que impede o escoamento da água, assim como a melhoria da eficiência energética das casas.

Ainda na esfera local, nos últimos dias de dezembro, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano do município de Coimbra para 2020 foi chumbado pela Assembleia Municipal de Coimbra. Gouveia Monteiro critica a falta de capacidade de diálogo por parte da presidência da Câmara Municipal. Para ele, “ouvir a sociedade não é só para o Orçamento Participativo”. 

No âmbito das notícias internacionais, o Pentágono, Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América, confirmou hoje que mais de uma dúzia de mísseis iranianos foram disparados contra duas bases utilizadas pelo exército estadunidense no Iraque. A operação foi denominada “Soleimani Mártir”, de acordo com a ISNA, agência de notícias oficial iraniana, em referência ao principal comandante militar iraniano, Qassem Soleimani, morto em 3 de janeiro por um drone dos EUA. Para Jorge Gouveia Monteiro, este é um momento de fortalecer a amizade entre os povos e reafirmar a paz. Deve-se pensar, também, nos interesses econômicos da indústria bélica que perpassam este conflito.

Ainda houve tempo no Alvorada desta quarta-feira para a rubrica Abrimos o Baú, produzida por Rui Rodrigues. O comentário completo está disponível no link abaixo:

Bibiana Garcez

7
4
07
0
GMT
GMT
+0000
2020-01-19T04:07:18+00:00
Sun, 19 Jan 2020 04:07:18 +0000