6/01/20

PM de Cabo Verde pede Justiça para caso de estudante que morreu após agressão em Bragança

O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, pediu hoje que a “Justiça se faça” no caso do estudante cabo-verdiano que morreu após agressões em Bragança, mas garantiu que as relações com Portugal não são beliscadas com este incidente. As declarações foram prestadas à Agência Lusa à margem de um ato oficial na Assembleia Nacional, na cidade da Praia.

Em 21 de dezembro de 2019, o estudante cabo-verdiano do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) Luís Giovani dos Santos Rodrigues terá sido agredido por vários homens à saída de uma discoteca da cidade.

Transportado para o Hospital de Santo António, no Porto, o estudante de 21 anos acabou por morrer em 31 de dezembro, segundo um comunicado da Embaixada de Cabo Verde em Lisboa.

O primeiro-ministro cabo-verdiano assegurou que este caso, que tem gerado uma onda de contestação em Cabo Verde, “não belisca” as relações entre os dois países.

O Governo português lamentou no domingo a “bárbara agressão” que resultou na morte do estudante cabo-verdiano e deixou garantias de que os responsáveis vão ser identificados e levados à justiça.

O embaixador de Cabo Verde em Portugal, Eurico Monteiro, pediu também a “clarificação cabal” das circunstâncias da morte do jovem.

Segundo o comunicado da Embaixada de Cabo Verde, o caso que envolveu o jovem estudante cabo-verdiano “foi encaminhado à Polícia Judiciária para o competente tratamento”. Foi ordenada também a realização da autópsia “para se conhecer com precisão a causa da morte”, adianta o comunicado.

O bispo de Bragança-Miranda, José Cordeiro, divulgou hoje que vai associar-se à marcha solidária silenciosa marcada para sábado em Bragança em homenagem ao estudante cabo-verdiano que morreu no dia 31 de dezembro.

A intervenção do prelado foi anunciada num comunicado, em que a Diocese de Bragança-Miranda “lamenta profundamente a morte trágica do jovem Luís Giovani Rodrigues, aluno da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela e residente em Bragança”.

A marcha marcada para sábado em Bragança termina também com uma missa celebrada pelo bispo na catedral e é uma das várias manifestações agendadas no país, desde Lisboa a Porto, Coimbra, Covilhã, em homenagem ao estudante cabo-verdiano.

O presidente do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Orlando Rodrigues, já tinha dito à Lusa que toda a direção do IPB estará presente na marcha e que o próprio só não estará se a data coincidir com o funeral do jovem em Cabo Verde, onde pretende deslocar-se para acompanhar as cerimónias.

O corpo do estudante cabo-verdiano, de 21 anos, ainda está em Portugal à espera de ser trasladado, o que deverá acontecer até ao final da semana.

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária que ainda não revelou se há suspeitos, mas que aponta para “um motivo fútil” e afasta a tese de ódio racial associada à morte do jovem, segundo avança hoje o jornal Público.

O diário indica também que “a autópsia foi inconclusiva, não esclarecendo se a morte foi provocada pela agressão ou pela queda” na rua, onde o jovem foi encontrado inanimado.

O diretor da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, garantiu hoje o empenhamento na descoberta dos envolvidos no caso, em declarações aos jornalistas à margem da cerimónia de abertura do Ano Judicial, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Luís Neves referiu que a PJ está a investigar este crime “há muito poucos dias”, garantindo que “fortemente empenhada em descobrir os autores das agressões”.

O caso foi noticiado pelo Jornal de Notícias, a 01 de janeiro, que dava conta da morte do jovem causada por “ferimentos considerados graves que resultaram de agressões durante uma escaramuça que envolveu várias pessoas”

Luís Giovani era natural da ilha cabo-verdiana do Fogo, tendo o município de Mosteiros publicado uma nota sobre a sua morte, recordando que tinha viajado em outubro para Bragança, “para seguir o curso de Design de Jogos Digitais”.

Isabel Simões (com Agência Lusa)

7
5
32
0
GMT
GMT
+0000
2020-01-19T05:32:40+00:00
Sun, 19 Jan 2020 05:32:40 +0000