20/12/19

Reunião de 20 de Dezembro da Câmara Municipal de Coimbra

A reunião começou com a substituição do Vereador  Paulo Leitão do PSD, que foi eleito deputado da Assembleia da República pelo círculo de Coimbra,  por Ana Lídia Pereira, seguindo-se juramento da mesma.

O presidente da CMC Manuel Machado fez um balanço da noite de temporal provocado pela tempestade Elsa. Segundo o autarca a obra de desassoreamento do rio Mondego, levada a cabo recentemente,  foi fundamental para evitar o alagamento das zonas de Santa-Clara-a-Velha e do Parque Verde. O Açude chegou a atingir um débito 1000 m3 por segundo.

Manuel Machado congratulou-se ainda com o meio ano de funcionamento dos  dez autocarros adquiridos pelos Serviços Municipais de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) em Junho de 2019, sete deles elétricos,  financiados por fundos europeus. O presidente da autarquia anunciou que em seis meses de operação, estas viaturas elétricas evitaram a libertação de cerca de 250 toneladas de gases carbónicos (CO2) para a atmosfera, depois de cerca de 200 mil quilómetros de estrada e geraram uma economia de cerca de 65 toneladas equivalentes de petróleo.

Seguiu-se o Vereador da CDU, Francisco Queiroz, que afirmou ser necessária intervenção no Rio Ceira para ajudar a evitar acumulação de água no Mondego. Destacou o vereador o almoço de dia 14 de dezembro, de homenagem a António Avelãs Nunes, ex-docente na Faculdade de Direito de Coimbra, com papel relevante na crise académica de 1969, militante do PCP. O autarca destacou ainda a festa de natal dos habitantes dos bairros municipais que decorreu nos Bombeiros Sapadores de Coimbra também no dia 14 com momento musical, lanche e visita ao presépio.

O movimento Somos Coimbra (SC) pelo seu vereador José Manuel Silva alertou para a proibição do estacionamento na Rua Infanta Dona Sancha junto ao IPO. Segundo o autarca os residentes daquela zona de Celas foram prejudicados porque o estacionamento foi proibido nos dois sentidos. José Manuel Silva propõe a criação de um plano de estacionamento dos hospitais com informação a todos os utentes que privilegie os transportes públicos e que defenda  os moradores. A Associação CULTURxis promove concertos e tem habitualmente apoios de várias entidades inclusive a CMC mas segundo o SC problemas de comunicação com a CMC evitaram o patrocínio dos 10 mil euros pedidos. José Manuel Silva fez  pedidos de “milagres” para 2020: Nova Maternidade, arranjo dos passeios junto ao Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), resolução das inundações habituais  na rua da Cancelinha em Cernache.

Na sua estreia Ana  Lídia Pereira , vereadora do PSD, referiu que Coimbra está de costas voltadas para o rio, para a Universidade, não cria empregos qualificados e vê a sua esfera de influencia reduzida.

Paula Pego , vereadora do PSD, mostrou apoio à Proteção Civil no combate aos danos da tempestade Elsa. Por ser a última reunião do ano, a autarca mencionou a luta dos motoristas dos SMTUC e que fez um pedido aos deputados da Assembleia da República para permitirem aos motoristas a carreira de agente único, como acontece na Carris em Lisboa e a Metro no Porto. A autarca pediu que a CMC faça um apelo aos deputados eleitos pelo círculo de  Coimbra para apresentarem na AR moção que ajude a resolução desta questão de funcionários municipais.

Ana Bastos vereadora do SC falou da descentralização de competências para os Municípios nos transportes e de propostas da CMC que não foram apresentadas porque até ao final de prazo  a CMC não respondeu.. A autarca referiu que com novas linhas dos SMTUC sem contratação de motorista , faltam 35, disse, os motoristas ficaram revoltados por não terem folgas. Segundo a vereadora há atrasos e avarias, foi tudo feito à última hora e em cima do joelho. Ana Bastos perguntou  quando é que a CMC vai assegurar uma tarifa única que gere equidade e igualdade.

Madalena Abreu vereadora do PSD afirmou que o prémio Adriano Lucas, habitualmente entregue a 14 de Dezembro, não foi entregue pela CMC. O regulamento diz que o prémio deveria ser  entregue em sessão solene e nada aconteceu. A vereadora apelou ainda para a conclusão da ciclovia, para um Mercado Municipal de cara lavada e para o bom relacionamento com a Universidade de Coimbra e entidades relacionadas com o património.

Carina Gomes afirmou que Coimbra é fantástica e que o movimento Somos Coimbra apresentou números da cultura e desporto que constituem falácias. Destacou a vereadora uma delas ser a ideia que a Pordata tem melhores dados do que a CMC. Também referiu que é falacioso relacionar estes números com a candidatura a Capital Europeia da Cultura. A autarca afirmou que o vereador do SC, José Manuel Silva, está na política pela negativa. Carina Gomes destacou o espetáculo de fim de ano, referiu o seu programa e informou que  500 mil euros é quanto custam as festividades de Natal e Ano Novo. A taxa de ocupação dos hotéis aumentou e segundo Carina Gomes as festividades promovidas pela CM influenciaram muito este resultado. Desafiou a autarca a quem critica a politica cultural da CMC para ver como era como era há 7 anos.

Jorge Alves vereador do PS e administrador dos SMTUC  destacou o papel do  desassoreamento do rio Mondego  que evitou cheias na baixa e na zona do mosteiro de Santa-Clara-a-Velha. Respondendo a Ana Bastos do SC o autarca afirmou que  as decisões nos transportes foram tomadas pela CMC a tempo. Se atrasou noutro lado, é outra história, disse. O vereador afirmou que foram recuperadas 12 viaturas por isso há veículos para as novas linhas. Terminou com uma afirmação “A politica é debate e não bota abaixo” referindo-se ao movimento SC.

A vereadora  Regina Bento do PS  reforçou que SMTUC chega a populações que não tinham autocarro, que houve reforço da frota e de funcionários para tal. “Uns falam, nós fizemos” disse. Regina Bento concordou com Paula Pego no apelo feito à AR.  A autarca destacou a rede portuguesa de municípios saudáveis e que a plataforma será importante para competências de saúde que a CMC recebeu. Regina Bento saudou a realização recente no Mercado Municipal com Workshop de alimentação saudável. Finalmente destacado pela vereadora o Projeto Coimbra cidade sustentável feito a 11 de Dezembro em evento na Escola Agrária de Coimbra.

Carlos Cidade vice-presidente da CMC destacou a Corrida de São Silvestre. Segundo o autarca a CMC mantém e promove com carinho este tipo de prova. Esteve presente na Tomada de Posse Direção Geral (DG) da Associação Académica de Coimbra  e apresentou aqui votos de sucesso a Daniel Azenha o presidente da DG. O autarca afirmou que Lidia Pereira, vereadora do PSD, por ter estado ausente da cidade revelou hoje desconhecimento do que se passa em Coimbra. Carlos Cidade afirmou que é por causa desse mau comportamento que o PSD tem definhado. O autarca sublinhou ainda que o Somos Coimbra  não consegue lidar com o sucesso de Coimbra e é por isso do contra.

Rui Rodrigues

5
3
26
0
GMT
GMT
+0000
2020-02-28T03:26:58+00:00
Fri, 28 Feb 2020 03:26:58 +0000