19/12/19

“Valor relativo das propinas é suficientemente baixo em Portugal”

O comentário à atualidade noticiosa no Alvorada de quinta-feira (19) esteve a cargo de Paulo Coelho, professor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

O Conselho Geral da Universidade de Coimbra (UC) debateu e aprovou o Plano Estratégico da instituição para o período 2019-2023, na reunião extraordinária realizada (segunda-feira, 16), para esse efeito.A investigação é “uma das prioridades” do Plano Estratégico que já constava no programa de candidatura do atual reitor da UC , Amílcar Falcão. Paulo Coelho afirmou que o plano estratégico é fundamental pela dimensao da instituição, falta agora apresentar a forma de o executar. Para o professor da FCTUC a investigação deve estar no topo das prioridades.

O edifício sede da Associação Académica de Coimbra (AAC) está a precisar de obras. A 4 de Dezembro o vice-reitor Alfredo Dias, responsável pela pasta do património, edificado e infraestruturas da Universidade de Coimbra, deslocou-se às instalações da AAC para avaliar as condições do espaço e apontar, em conjunto com a direção da associação, o que pode ser feito no futuro.

Paulo Coelho considera que a AAC é fundamental para a UC , é um factor de distinção para outras universidades e deve ter apoio para as actividades regulares. Para o docente como o dinheiro não abunda fazer obras pode não parecer uma prioridade mas é fundamental fazê-las. O seu pagamento segundo Paulo Coelho passa pela UC mas também por “soluções criativas” como o mecenato externo.

A intençao manifestada pelo reitor da UC Amílcar Falcão de criar de salas de estudo abertas 24 horas foi elogiada por Paulo Coelho. O docente da FCTUC afirmou que a única existente foi criada na altura em que estava na direção do departamento de Engenharia.

Paulo Coelho afirmou que o valor das propinas é baixo em Portugal. O professor da FCTUC deseja que toda a gente possa estudar mas reduzir propinas a todos os alunos não é a solução.Será preferível na opinião do docente , a UC ter dinheiro para desenvolver e apoiar as todas actividades universitárias.

O futuro da engenharia foi também alvo do comentário de Paulo Coelho. O docente do Departamento de Engenharia da FCTUC afirmou que, tal como no passado, há muitos problemas que precisam dos engenheiros para a sua resolução.

No final do programa para Paulo Coelho sublinhou a necessidade de intervir sobre o Rio Ceira dado que é este afluente do Mondego o responsável pelo aumento do risco de cheias em Coimbra

Pode ouvir o Alvorada na integra aqui

Rui Rodrigues

7
5
28
0
GMT
GMT
+0000
2020-01-19T05:28:16+00:00
Sun, 19 Jan 2020 05:28:16 +0000