9/12/19

Presidente da República apela à preservação do património cultural

Na sexta-feira Marcelo Rebelo de Sousa esteve em Santa Maria da Feira e deixou uma mensagem sobre a importância de trabalhar na conservação da memória e da identidade. O Presidente da República apelou aos portugueses, e sobretudo ao Estado, para que preservem o património cultural do país.

O chefe de estado afirmou que “não podemos esperar que sejam os nossos amigos e aliados, e os investidores que cá chegam, a considerar deles o que nós não consideramos com nosso”. A responsabilidade? O presidente atribuiu a todos os que cá estão.


Durante a sessão solene comemorativa do 110.º aniversário da Comissão de Vigilância do Castelo Feirense, em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, o Presidente da República sublinhou que este desafio deve ser colocado a todas as vertentes da sociedade civil, porque Portugal tem “um património riquíssimo, variadíssimo e disperso e, em muitos casos, destratado pelo tempo, de quando em vez, também, pela mão humana”. Foi pela dimensão da tarefa que Marcelo Rebelo de Sousa apelou a todos os portugueses, não deixando de atribuir ao Estado um papel “indispensável e catalisador”.


Marcelo Rebelo de Sousa manifestou ainda intenção de distinguir a centenária Comissão de Vigilância apontando esta instituição como um exemplo positivo de mobilização da sociedade civil.

André Jerónimo com Lusa

7
4
49
0
GMT
GMT
+0000
2020-01-19T04:49:29+00:00
Sun, 19 Jan 2020 04:49:29 +0000