30/11/19

Académica/OAF retira alteração de estatutos da AG

A Assembleia Geral do Organismo Autónomo de Futebol da Associação Académica de Coimbra- Organismo Autónomo de Futebol(AAC-OAF) do passado dia 21 de Novembro foi a que teve maior participação nos últimos anos. Foi nesta AG que ficou definido não se avançar para uma Sociedade Anónima Desportiva (SAD), através da retirada do ponto quatro da ordem de trabalhos.O ponto quatro incluía o debate para a alteração dos estatutos, com vista à realização de um referendo para a passagem a SAD. A RUC fez uma emissão especial na qual entrevistou vários sócios ilustres da Briosa que marcaram presença na reunião. O antigo presidente da OAF, Campos Coroa, esteve presente na Assembleia e referiu aos microfones da RUC a necessidade de arranjar soluções. No entanto, Campos Coroa foi um dos subscritores da proposta para retirar o ponto 4 da ordem de trabalhos.

O vice presidente da direção da OAF João Francisco Campos referiu que o fundamental agora é arranjar soluções alternativas à constituição da SAD, com a abertura da negociação com outros investidores para além do banco brasileiro BMG. Por outro lado, o dirigente defende a profissionalização da estrutura do Organismo Autónomo de Futebol.

O antigo futebolista da equipa dos estudantes Mário Campos também esteve presente na reunião e salientou o que é necessário dos sócios para o futuro da Briosa: união.

O presidente do Organismo Autónomo de Futebol, Pedro Roxo, discursou na Assembleia Geral perante os 431 sócios presentes. O elemento máximo da direção justificou a exclusão do ponto 4 da AG com o pedido de vários associados face à reacção da Direção Geral(DG) da AAC, que representava, segundo o dirigente, o perigo do OAF, transformado em SAD, poder perder o uso do símbolo da Briosa.

Pedro Silva e Rui Rodrigues

Declarações completas aqui
7
16
04
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-15T16:04:25+00:00
Sun, 15 Dec 2019 16:04:25 +0000