14/11/19

Emanuel Nogueira:”Duas listas para a AAC demonstra falta de interesse, de motivação e de visões sobre a Académica”

O comentário à atualidade no Alvorada de hoje (14) ficou a cargo de Emanuel Nogueira, presidente da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra (SF/AAC).

O programa focou-se nas eleições dos corpos gerentes da AAC e no atual estado das secções culturais da Académica.

Decorre hoje o dia de voto antecipado na corrida eleitoral à DG/AAC e à Mesa da Assembleia Magna para 2019/2020. Trata-se de uma novidade do presente ato eleitoral. O Regulamento Eleitoral aprovado em sede de Assembleia Magna prevê que “o eleitor tem de se inscrever em formulário próprio, presente no site eleicoes.academica.pt” até às “15h do dia 12 de novembro, para a 1ª volta, e até às 15h de dia 20 de novembro, para a 2ª volta”.

Lembrar que este ano existem apenas duas listas candidatas: A lista C de Daniel Azenha com o lema “Académica Contigo” e a lista R de Diogo Vale, que optou por seu turno pelo mote “Reerguer a Academia”.

Na perspetiva de Emanuel Nogueira o voto antecipado é positivo. O presidente da Secção de Fado frisou também o papel do presidente da Mesa da Assembleia Magna (MAM), João Bento na tentativa do funcionamento da casa e da decisão política dentro da AAC. Emanuel Nogueira realçou por fim, a extinção da divisão em dois dias do ato eleitoral como uma medida positiva.

Na terça-feira, 12, a RUC, em parceria com o Jornal A Cabra, promoveu um Debate com os candidatos aos Corpos Gerentes da AAC no Auditório do Polo III. A sessão, contou com a participação dos candidatos à DG, Daniel Azenha (Lista C) e Diogo Vale (Lista R). Emanuel Nogueira considera que é “muito mau” existir apenas duas listas candidatas. De acordo com o estudante universitário o reduzido número de listas demonstra que há falta de interesse, de motivação e de visões sobre a Académica.

O mandato de Daniel Azenha esteve em revista ao longo do Alvorada de hoje. Emanuel Nogueira valorizou o número de Assembleias Magnas realizadas mas salienta que é necessário discutir mais. O presidente da SF/AAC recordou o episódio da Manifestação das Cantinas Amarelas que não foi levado a discussão em sede de Assembleia Magna. Na opinião de Emanuel Nogueira não é adequado que a DG/AAC realize uma manifestação sem convocar os estudantes para tal.

A Associação Académica de Coimbra / OAF Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) Lda enviou à imprensa um comunicado na noite desta  terça-feira (12).

Nele se pode ler que dando cumprimento aos compromissos eleitorais assumidos durante a campanha eleitoral, nas eleições do passado dia 1 de junho e tendo, entretanto, concluído as negociações relativas à proposta de transformação da SDUQ da Académica/OAF, em Sociedade Anónima Desportiva (SAD), a Direção da Briosa iniciou segunda-feira (14) a apresentação do projeto mediante uma exposição detalhada do mesmo perante o Conselho Académico.

Emanuel Nogueira considera correta a posição da atual DG/AAC. Para o presidente da SF/AAC é fundamental que a Direção Geral consiga garantir a dignidade e o nome da Associação Académica. Emanuel Nogueira recordou ainda que há requisitos para utilizar o emblema da “Académica ao peito”.

Hoje o Alvorada contou com a presença do Jornal Universitário de Coimbra A Cabra, na pessoa do seu diretor, Pedro Emauz Silva. A primeira edição em papel, do ano letivo de 2019/20120, chegou às bancas na terça-feira passada. Em destaque as Eleições para a AAC.

Tomás Cunha

7
15
41
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-15T15:41:05+00:00
Sun, 15 Dec 2019 15:41:05 +0000