14/10/19

Latada ‘19: Última noite ao embalo da música popular portuguesa

A pequena audiência, abaixo de chuva, esteve ao embalo da música de Saúl na última noite da Festa das Latas 2019. Segundo o cantor popular, mesmo contando com um número reduzido de pessoas pela segunda vez em Coimbra, a sua performance foi igualmente ativa em comparação a uma grande plateia.

 

Com um repertório ajustado para os jovens, Saúl trouxe “um espetáculo que não tem concertina”, onde ainda assim tentou “buscar o mais tradicional”. Explicou, também, que a dinamização e participação do público no show é uma das mudanças em relação à performance que faz aos públicos populares.

Aos cinco anos de idade, Saúl já havia entrado na indústria musical. Uma de suas primeiras canções, “Bacalhau quer Alho”, foi criticada na época, embora o cantor afirme que “não dizia asneira nenhuma, apenas que o bacalhau queria um tempero”. O artista recordou que cresceu em uma “família de feirantes, de circo”, por isso estava mais interessado em entreter as pessoas do que quaisquer interesses económicos.

Saúl afirmou ainda que pretende voltar à cidade dos estudantes, para “encher mais isso aqui e divertirmo-nos cada vez mais”.

Ana Laura Simon

6
2
34
0
GMT
GMT
+0000
2019-11-16T02:34:58+00:00
Sat, 16 Nov 2019 02:34:58 +0000