4/10/19

Legislativas’19: Candidata por Coimbra esclarece palavras de Rio sobre propinas

No debate organizado pela RUC a propósito das eleições legislativas que se decidem este domingo, 6 de outubro, o PSD e a sua cabeça de lista por Coimbra, Mónica Quintela, defenderam a generalização do acesso ao ensino superior, mas também a descentralização entre Lisboa, Porto, e mesmo Coimbra. A importância de criar oportunidades para quem hoje não as tem foi assinalada, entre outras propostas, pela candidata.

Mas, e porque as declarações de Rui Rio têm lançado dúvidas sobre a posição do PSD relativamente à diminuição do valor das propinas no ensino superior público, A RUC voltou a falar com Mónica Quintela, desta vez em ação de campanha pela cidade, sobre a posição do partido.

Ontem, numa conversa com dirigentes associativos da academia do Porto, Rui Rio referiu que a redução das propinas no ensino superior “não faz sentido nenhum” e se tratou de uma medida eleitoralista. A candidata por Coimbra esclarece aquilo que acredita que o porta-voz do partido queria dizer realmente com as suas declarações.

A última sondagem do ISCTE e ICS para a SIC e Expresso foi divulgada ontem e dá a António Costa 38% dos votos. Rui Rio é o favorito de 28% das pessoas, o Bloco reúne 10% das intenções de voto, a CDU 7%, o CDS 5% e o PAN 3%. As últimas sondagens prevêem a possibilidade de os quatro seguintes partidos mais populares também poderem eleger deputados. Aliança, Livre, Chega e RIR poderão, assim, juntar-se aos sete partidos que até agora têm lugar no Parlamento.

Camila Vidal

1
19
53
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-21T19:53:51+00:00
Mon, 21 Oct 2019 19:53:51 +0000