1/10/19

Legislativas ’19: Mais de 3000 votam antecipadamente em Coimbra

Eram cerca das 9 horas da manhã de dia 29 e já o Bernardo colocava nas redes sociais que tinha acabado de exercer o direito de voto. Antecipado porque não vai estar em Coimbra a 6 de outubro, dia de eleições legislativas. Sem filas nem atrasos, o Bernardo votou cedo na Praça 8 de maio. Foi a alavanca para ir, também eu, logo pela manhã.

As pessoas entravam e saiam, mas tudo corria pela normalidade na Câmara Municipal de Coimbra, local onde estavam estacionadas as dez urnas para voto antecipado no distrito. Eram dez horas da manhã, e nenhum dos problemas verificados nas últimas eleições, em maio para as europeias, parecia repetir-se.

Vanessa Santos tem 31 anos e foi votar antecipadamente um pouco depois do almoço. Há um ano mudou-se para os Estados Unidos da América, onde mora atualmente. Veio a Portugal de férias, e, residente em Arganil, aproveitou para votar.

Numa palavra, Vanessa Santos define o processo como eficiente e acredita que vai voltar a utilizar o voto antecipado no futuro.

Nas mesas, Ivan Cavaleiro também enaltece o trabalho de preparação feito para não repetir as queixas de maio. Vice-presidente da mesa nove, conta que não é a primeira vez que está a trabalhar em dia de eleições e revela que estava prevista a abertura de um maior número de urnas, a contar com maior afluência.

Para o futuro, Ivan Cavaleiro acredita que Coimbra reúne as capacidades para receber cada vez melhor o processo de voto antecipado.

De acordo com dados da Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna foram 3045 os pedidos de voto antecipado no distrito de Coimbra para as eleições de 6 de outubro. No total, foram mais de 56 mil os pedidos em todo o País.

Marta Gouveia

1
9
55
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-09T09:55:50+00:00
Mon, 09 Dec 2019 09:55:50 +0000