19/09/19

AAC reivindica mais participação dos estudantes no governo das universidades

Fotografia UC | Paulo Amaral

“O aumento das responsabilidades dos estudantes” junto da comunidade estudantil não foi acompanhado por uma maior participação no governo das Instituições de Ensino Superior, “pelo contrário”, “vivemos na sombra de um Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior que para alem de sofrer de um défice de revisão previsto nele mesmo, não espelha, muito menos em Coimbra, o empenho que os estudantes dão à Universidade”, afirmou o presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), Daniel Azenha, no discurso da cerimónia de Abertura Solene das Aulas ocorrida ontem, terça-feira, dia 18.

Daniel Azenha assinalou que os esforços e resultados alcançados no desporto e na cultura pelos estudantes de Coimbra, não tem a correspondente facilidade nos horários escolares, apesar da existência do estatuto de estudante atleta, de que a UC foi pioneira.

O abandono escolar por dificuldades financeiras exige uma reflexão, disse o presidente da DG/AAC. “Nos últimos quatro anos nem um caminho foi traçado neste campo”, lamentou.

O presidente da Ademia de Coimbra reiterou mais uma vez a participação da AAC na Greve do Clima no dia 27 de setembro. Desconhecemos se o presidente da DG/AAC pretende levar o assunto a uma Assembleia Magna.

Isabel Simões

1
19
52
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-21T19:52:56+00:00
Mon, 21 Oct 2019 19:52:56 +0000