14/08/19

Jorge Gouveia Monteiro: “Candidatura [Capital Europeia da Cultura] é uma oportunidade vital para Coimbra”

O Alvorada de hoje (14) contou com a presença de Jorge Gouveia Monteiro, coordenador do movimento “Cidadãos por Coimbra”.
Entre os temas abordados, as criticas do movimento “Cidadãos por Coimbra” ao abate de cedros no Vale de São Domingos assumiram uma posição de destaque, com o seu coordenador a realçar o facto de começarem a faltar árvores junto das urbanizações e isso ser prejudicial tanto para os cidadãos como para a cidade.

A promulgação da Lei das Beatas, por Marcelo Rebelo de Sousa, foi também um dos temas de conversa. Aprovada em junho, a lei proposta pelo PAN visa a criação de coimas para quem atirar beatas de cigarro para o chão, bem como campanhas de sensibilização que alertem os cidadãos para a importância de colocar o lixo no seu devido local. Jorge Gouveia Monteiro defende a existência de um duplo caminho a ser feito para este fim, porém o primeiro passo deve ser dado pelos poderes públicos com a criação de condições que permitam aos cidadãos ter acesso mais facilitado a ecopontos e contentores do lixo.

Também a participação da cidade de Coimbra no II Forúm de Cidades Antigas, realizado em solo russo, mereceu um comentário do coordenador do movimento “Cidadãos por Coimbra”. Entre os vários assuntos que vão ser abordados pela comitiva de cinco pessoas, liderada por Carlos Cidade, está a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027, algo que Jorge Gouveia Monteiro considera ser uma oportunidade vital para a cidade, desde que seja aproveitada como forma de aumentar o bem estar cultural da população.

No Alvorada de hoje foi ainda abordada a greve dos camionistas, bem como o seu possível impacto nas eleições legislativas agendadas para o dia 6 de outubro. O comentário pode ser ouvido na íntegra aqui.

Xavier Soares

3
16
06
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-23T16:06:42+00:00
Wed, 23 Oct 2019 16:06:42 +0000