13/08/19

Helena Freitas: “A agenda verde é a mais inteligente, mais racional e revolucionária”

O Alvorada de hoje (13) contou com o comentário à atualidade da coordenadora do Centro de Ecologia Funcional, docente da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Helena Freitas.

Hoje é o segundo dia da greve de motoristas de transporte de matérias perigosa com mais desenvolvimentos pela declaração, ontem (12), do Governo de que iam prosseguir com a requisição civil. Para a comentadora esta é uma situação preocupante. Todo o desenvolver da situação faz notar, na visão de Helena Freitas, uma animosidade em todas as partes envolvidas na questão, e por parte da população.

Discutiu-se ainda como todas as ações dos partidos políticos em relação à greve são calculadas, com vista às eleições legislativas de outubro.

Para Helena Freitas, há lições a tirar desta greve: “o mais evidente (…) é percebermos que (…) não soubemos fazer apostas no passado (…), no domínio da mobilidade em Portugal”, e exaltou as ferrovias que foram esquecidas em prol das rodovias.

Voltando à política, Helena Freitas exaltou a agenda verde, uma presença obrigatória nos planos políticos dos partidos, mas que difere da “agenda verde política”. Esta implica uma profunda transformação na sociedade, nos setores público e privado, que nem sempre é pacífica.

Pode ouvir o comentário na íntegra aqui:

Cátia Soares

6
8
56
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T08:56:51+00:00
Sat, 24 Aug 2019 08:56:51 +0000