12/08/19

Ricardo Dias elogia mentalidade de César Peixoto

Na estreia na edição 2019/2020 da Segunda Liga, a Associação Académica de Coimbra / Organismo Autónomo entrou a vencer com um triunfo por 3-2 sobre o Leixões. A equipa treinada por César Peixoto entrou em campo em busca dos primeiros três pontos na nova temporada. O treinador Academista fez uma alteração face à última ronda da Taça da Liga: César Peixoto abdicou de Reko e lançou Ricardo Dias no XI inicial. Aos 13 minutos Filipe Chaby foi derrubado dentro de área e o árbitro da partida marcou penalti. Da marca dos 11 metros André Claro não perdoou.

Os primeiros 30 minutos foram marcados pelo domínio academista, com diversas oportunidades de golo para a turma de Coimbra. Contudo, Harramiz, antigo jogador da Académica aproveitou um erro do fiscal de linha e fez o empate em posição irregular. A segunda parte foi mais equilibrada com Chaby a chegar ao golo aos 54 minutos. A resposta do Leixões foi rápida e Harramiz voltou a fazer o gosto ao pé. Já perto do final da partida, Ricardo Dias aproveitou um canto de Marcos Paulo e fez o 3-2 final para gáudio dos milhares de academistas presentes no Estádio.

Na conferência de imprensa após o jogo o treinador da Académica, César Peixoto, classificou a partida como “competitiva”. O treinador da “Briosa” considera que a Académica dominou até à paragem provocada por alguns desacatos entre jogadores junto ao banco à passagem da meia hora de jogo. Para o antigo internacional português o jogo entrou numa dimensão física que desconcentrou os jogadores da Académica.

A Académica esteve na frente do marcador por duas ocasiões mas deixou-se empatar em ambas as ocasiões. Foi preciso esperar pelo minuto 87 para conhecer o desfecho final do jogo. César Peixoto realçou o espírito e crença da equipa que lidera.

Com um golo e uma assistência, o médio defensivo, Ricardo Dias foi o melhor em campo de acordo com a opinião do Auditório dos Relatos RUC. No final da partida, o “6” da Briosa esteve na conferência de imprensa onde falou com os jornalistas. O antigo internacional sub20 por Portugal mostrou-se feliz pela exibição mas admitiu que a sua principal função em campo não é nem marcar nem assistir.

Nos primeiros dois jogos da temporada para a Taça da Liga Ricardo Dias não saltou do banco. Questionado pelo facto de regressar ao XI inicial, Dias frisou a competitividade do plantel. Para o médio academista estar no banco faz parte do “processo”.

A Académica já não vencia na estreia do campeonato desde 2015/2016. Quatro anos depois a turma de Coimbra voltou a conhecer o sabor da vitória na primeira jornada da liga. Ricardo Dias realçou o facto e lembrou que a Académica tem nas últimas temporadas começado sempre “atrás do prejuízo”.

César Peixoto chegou a Coimbra durante o defeso. O antigo lateral de Porto e Benfica tem pouca experiência enquanto treinador principal. Ricardo Dias abordou o tema e destacou as novas ideias do novo “mister”. Ricardo Dias elogiou a mentalidade imposta por César Peixoto para Coimbra.

A Académica regressa à competição sábado frente ao Académico de Viseu. Como sempre, pode contar com o seu Relato RUC em 107.9 e em ruc.fm

Tomás Cunha

5
6
31
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-06T06:31:11+00:00
Fri, 06 Dec 2019 06:31:11 +0000