5/08/19

Bloco de Esquerda confia no julgamento dos eleitores do distrito de Coimbra

[Atualizada em 06-08-2019]

O candidato número um da lista do Bloco de Esquerda (BE) às próximas Eleições Legislativas, José Manuel Pureza, acredita que o “trabalho desenvolvido” no Parlamento pelos deputados do BE vai permitir ao seu partido obter mais votos nas próximas Eleições Legislativas. O BE entregou esta manhã no Juiz Cível de Coimbra a candidatura às Legislativas de 2019 pelo círculo eleitoral de Coimbra. À margem do ato administrativo falou com a comunicação social que marcou presença.

Em 2009 o Bloco de Esquerda ganhou pela primeira vez um deputado no distrito de Coimbra ao obter 10,79 por cento dos votos, mas perdeu-o em 2011. Há quatro anos voltou a recuperá-lo. Em 2015 coube ao CDS-PP deixar de ter representação pelo distrito de Coimbra na AR.

O atual vice-presidente da Assembleia da República, enumerou as razões para que o seu partido volte a merecer o voto dos eleitores do distrito e do país.


Sem se comprometer com objetivos quanto ao aumento do número de deputados do BE por Coimbra, José Manuel Pureza afirmou estar confiante em relação aos resultados da próxima disputa eleitoral e advertiu que o BE se vai empenhar numa “batalha difícil” e pelejar por “cada voto de cada pessoa”.


Compromissos com a população estudantil do Ensino Superior vão passar por conseguir a abolição total das propinas nos primeiros ciclos de estudo. Já a nível laboral a vontade expressa do líder do BE vai para a resolução do problema dos motoristas dos SMTUC.


Preocupações com as infraestruturas de saúde que podem afetar o distrito de Coimbra foram manifestadas pelo candidato. Os planos de localização da nova maternidade mereceram destaque por parte de José Manuel Pureza. O cabeça de lista do BE lembrou “com apreensão” a discordância entre as autarquias locais de Coimbra e Figueira da Foz e a ministra da Saúde, Marta Temido, cabeça de lista do Partido Socialista em Coimbra nas próximas Legislativas.


A “expectativa” de que o governo cumpra o que prometeu em relação à mobilidade de pessoas entre os concelhos de Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra são algumas das preocupações dos candidatos do Bloco de Esquerda do distrito.


Questionado sobre sondagens que têm vindo na imprensa e que atribuem ao Bloco de Esquerda o terceiro lugar no número de deputados nas próximas Legislativas, José Manuel Pureza assumiu a necessidade “de uma correlação de forças” que permita à esquerda influenciar as políticas de governo.

Assumindo uma postura nacional o atual vice-presidente da AR lembrou que no seu entender as propostas de combate às alterações climáticas, violência doméstica, racismo ou ao desemprego que constam do programa de governo do Bloco visam a resolução de problemas nacionais com expressão a nível local.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou para o dia 6 de outubro as Eleições Legislativas. A campanha eleitoral decorre desde dia 22 de setembro até 4 de outubro. Os partidos devem entregar até dia 26 de agosto as listas candidatas e a previsão de orçamento para a campanha. O BE foi o primeiro partido a fazê-lo no distrito de Coimbra. O círculo de Coimbra elege nove deputados. Na última legislatura o Partido Socialista elegeu quatro deputados, o Partido Social Democrata outros quatro e o BE elegeu um.

O Bloco de Esquerda (BE) deu a conhecer os candidatos às Eleições Legislativas de outubro pelo Círculo de Coimbra e o programa “Direito à Cultura, Ensino Superior e Ciência” em 18 de julho na casa Municipal da Cultura de Coimbra.

Segundo nota de imprensa envida pelo BE, a lista cujo Mandatário é Bruno Gonçalves (vice-Presidente da Associação Cigana Letras Nómadas, mediador e formador do conselho da Europa para o Programa ROMED) tem como candidatos/efetivos:

  • José Manuel Pureza (professor universitário, deputado e vice-presidente da Assembleia da República)

  • Mariana Garrido (bolseira de mestrado na Universidade de Glasgow)

  • Rui Curado Silva (engenheiro físico, investigador do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas e membro da Concelhia da Figueira da Foz do BE)

  • Catarina Isabel Martins (professora universitária, membro da Concelhia de Coimbra do BE)

  • António Rodrigues (médico de família)

  • Maria Helena Loureiro (professora do ensino secundário e autarca na União das Freguesias de Coimbra)

  • Pedro Rodrigues (gestor e produtor cultural da Escola da Noite e membro do Manifesto em Defesa da Cultura)

  • Gisela Martins (diretora de compras e ambiente e membro da Concelhia de Condeixa do BE)

  • Aires Ventura (técnico de laboratório aposentado e membro da Concelhia da Lousã do BE)

Como suplentes:

  • Júlia Correia (professora do ensino secundário, membro do Núcleo Concelhio de Miranda do Corvo do BE)

  • Tiago Acúrcio (assistente operacional, membro da Concelhia de Condeixa do BE)

  • Carla Marques (desempregada, membro da Concelhia da Figueira da Foz do BE)

  • Jorge Martins (professor do ensino secundário, autarca em Santo António dos Olivais)

  • António José André (professor do ensino básico membro do Coletivo de Solidariedade Internacionalista)

Isabel Simões (texto e fotografia)

6
9
49
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T09:49:35+00:00
Sat, 24 Aug 2019 09:49:35 +0000