20/07/19

“A Parede” no Teatro da Cerca de São Bernardo

O Teatro da Cerca de São Bernardo leva à cena a peça “A Parede”. O texto é da austríaca Elfriede Jelinek, que em 2004 recebeu o Prémio Nobel da Literatura. “A Parede” está integrada no projeto Europa, da autoria de Alexandre Pieroni Calado, um conjunto de iniciativas para analisar e compreender situações de violência contra as mulheres. Alexandre Pieroni Calado, que também assina “A Parede”, explicou um pouco do projeto Europa e do primeiro espetáculo apresentado, “A Morte nos Olhos”.

A fase de criação do projeto Europa está agora a terminar. Neste ano de atividade, além de ações de formação, conferências e debates, ou residências de criação, foram publicados dois livros, um deles com o texto da peça “A Morte nos Olhos”, um conjunto de imagens de João Ferro Martins e uma reflexão do pensador José Miranda Justo. O segundo livro incorpora os cinco volumes de “Dramas de Princesas – A Morte e a Donzela”, de Elfriede Jelinek, e onde se encontra o texto original da peça “A Parede”.

Alexandre Pieroni Calado fez um pequeno resumo da peça.

Para o criador de “A Parede”, o argumento é uma reflexão das várias formas de violência contra as mulheres, seja causada pelos homens, pelas mulheres, ou pela própria pessoa.

A interpretação da peça está a cargo de Paula Garcia, única atriz em cena, que é também co-criadora de “A Parede”. Natural de Coimbra, nos últimos anos Paula Garcia tem dado aulas de interpretação de texto nos cursos de teatro do TEUC e do CITAC, organismos da Associação Académica de Coimbra. No espetáculo, a atriz representa ora Ingeborg Bachmann ora Sylvia Plath, enquanto dialoga com um filme de Leonardo Moura Mateus. Ao partir de uma cena de “A Parede”, Paula Garcia explica que tanto a misoginia como outros comportamentos já estão enraizados na nossa rotina, e que nos resta tomar essa consciência e lutar para os diminuir.

“A Parede” vai estar em exibição no Teatro da Cerca de São Bernardo hoje (20), isto depois de ter estreado ontem (19), a partir das 21h30. As reservas podem ser feitas pelo telefone ou e-mail da Escola da Noite. Além de Alexandre Pieroni Calado e Paula Garcia, fazem parte da equipa Joana Silva Fernandes (operação de câmera e fotografia), João Ferro Martins (desenho de som), Filipe Raposo (piano), Natália de Matos (apoio vocal) e João Chiró (direção técnica). A produção é da Artes e Engenhos.

Esta foi uma entrevista de Alexandre Valinho Gigas foi transmitida na RUC durante o ‘Culturama’ da última terça-feira (16).

A entrevista pode ser ouvida na íntegra em:

David Coelho

3
15
45
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-23T15:45:09+00:00
Wed, 23 Oct 2019 15:45:09 +0000