12/07/19

Ana Alcoforado: “Esperamos [com a classificação] ter acesso a alguns financiamentos do Património”

Na quarta feira (10), a diretora do Museu Machado de Castro, Ana Alcoforado foi a convidada do programa 1111 da Rádio Universidade de Coimbra (RUC). É o programa da RUC de olhos posto na cidade que, pela voz de André Jerónimo, auscultou a diretora do mais recente edifício adicionado ao catálogo de património cultural da UNESCO. Foi no fim de semana passado que o Museu passou a integrar a zona Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, que já em 2013 tinha sido distinguida como Património Mundial da Humanidade.

Ana Alcoforado, durante o programa 1111, contou aos microfones da RUC que este prémio é consequência de uma candidatura feita pela Universidade de Coimbra, mas que o louvor do prémio deve ir, não só para a Universidade, como para todo o território.

Ana Alcoforado é diretora do museu há onze anos, desde 2008. Passou pelo plano de requalificação que obrigou o museu ao encerramento em 2006 para uma ampla renovação, que incluiu a construção de um novo edifício, tendo reaberto no final de 2012. E esteve à frente do bem classificado durante o processo que agora o reconheceu como património mundial, pelo urbanismo, um dos critérios para a candidatura.

Ana Alcoforado conta como o Museu não vive isolado no seu espaço. Está em articulação com a Universidade, com circuitos e percursos que lembram a história da Universidade mais antiga do país. Mas não fica por aqui, há mais do que uma história para ser contada neste Museu que lembra, em percursos, outras épocas, da reforma pombalina aos percursos da Rainha Santa

E depois deste prémio, o que vem a seguir? Ana Alcoforado espera que com a classificação consigam captar financiamentos e fundos do património mundial para alguns projetos, e terminar a obra da igreja de São João de Almedina, uma obra muito necessária para a diretora.

O Machado de Castro é um dos mais importantes museus de Belas-Artes do País. A criação do Museu foi decretada no ano de 1911. A abertura ao público aconteceu a 11 de Outubro de 1913.

Cátia Soares e André Jerónimo

1
21
18
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-21T21:18:56+00:00
Mon, 21 Oct 2019 21:18:56 +0000