4/07/19

Coimbra celebra Dia da Cidade com “pontes de sonho e realidade”, entrega de prémios e promessas aeroportuárias

Discursos do Dia da Cidade de Coimbra nos Paços do Concelho marcados pela descentralização de competências do Estado Central para o Poder Local, família e jovens, nova maternidade, obras interrompidas, apelo ao inconformismo, segurança e amor de quem governa pela oposição.

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado reafirmou a promessa de campanha de a Região Centro vir a ter uma estrutura aeroportuária. Já a oposição entendeu enumerar o que falta fazer ou dar uma trégua com reparos como fez o Partido Social Democrata pela voz de Francisco Rodeiro.

Movimentos e Partidos com assento na Assembleia Municipal


CpC: Graça Simões

Pelo movimento Cidadãos por Coimbra (CpC), Graça Simões fez questão de afirmar que a centralização do poder em Lisboa, vem de longe, desde a constituição do reino. O CpC considera que o sistema democrático e a adesão à Europa não alteraram o local do poder de decisão, apenas o pulverizaram. A descentralização de competências aprovada na última Assembleia Municipal, para o Município assumir a partir de 2020, em que o CpC votou contra, “exige recursos”, disse a deputada.

CDS – PP: Ana Martins

Para o CDS – Partido Popular, assim como a lenda do milagre da Rainha Santa Isabel transformou o pão em rosas, também os “atores políticos” devem transformar Coimbra no “palco ideal para o milagre da vida das famílias e dos seus habitantes”. Mais do que obras, torna-se necessário que a cidade “se adapte à evolução dos tempos”, esclareceu a deputada Ana Martins.

SC: Filomena Girão

Coube a Filomena Girão do movimento Somos Coimbra a representação da sua bancada. E foi pelo exemplo de desobediência ao marido de Isabel de Aragão, que começou a deputada. “Um legado tanto mais exemplar” quanto se acredite na “importância da luta contra a iniquidade, a favor da coesão social”. Deixou um apelo à edificação de “pontes” e solicitou “determinação” na construção do concelho.

CDU: Isabel Melo

A deputada Isabel Melo representou a Coligação Democrática Unitária (CDU). A descentralização de competências a que a CDU chama de Municipalização das funções Sociais do Estado foram chumbadas pela coligação, na última Assembleia Municipal.

A CDU entende que as autarquias passam a ter “mais problemas para resolver” e não tem a certeza de que venham a ter mais financiamento. O imobilismo que atingiu as obras públicas na cidade foi outro dos pontos do discurso.

PSD: Francisco Rodeiro

Pelo Partido Social Democrata subiu à tribuna o deputado Francisco Rodeiro. Foi uma trégua com alguns reparos que o deputado originário da Guarda, estudante de Direito em Coimbra trouxe ao Salão Nobre dos Paços do Município. Fausto Correia o amigo do Partido Socialista (PS), foi lembrado pelo deputado para assinalar a vida da Baixa da Cidade que já não existe e trazer um apelo à segurança.

PS: Ferreira da Silva

Ferreira da Silva, líder da bancada do PS criticou os discursos da oposição a quem instigou a procurar “qualquer coisa agradável na cidade – Talvez amor”, argumentou.

A Via Central, o desassoreamento do rio Mondego, a pujança do Turismo, a possibilidade de voos de companhias ‘low cost’ em estudo, e a estabilização das margens do Mondego foram exemplos de “realidade visível” da governação do PS enaltecidos pelo deputado da maioria socialista.

Ferreira da Silva lembrou a última Assembleia Municipal que considerou ser um momento luminoso da oposição.

Manuel Machado reafirma promessa de campanha


Manuel Machado e Luís Marinho

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado encerrou os trabalhos com um discurso em que voltou a insistir na necessidade “urgente” da nova maternidade no Hospital dos Covões e reafirmou a intenção de a Região Centro ter uma instalação aeroportuária.

Medalha de Ouro da Cidade


A música também foi destaque na sessão solene. A Filarmónica União Taveirense (FUT) recebeu pelas mãos do presidente da CMC, Manuel Machado, a medalha de ouro da cidade, pela ocasião dos seus 150 anos.

A proposta foi avançada pela vereadora da cultura da CMC, Carina Gomes, que olhou para a relevância cultural da FUT, o seu trabalho em prol da comunidade e do território envolvente.

Prémio Municipal de Arquitetura “Diogo de Castilho”


Na cerimónia teve lugar a entrega do Prémio Municipal de Arquitetura Diogo de Castilho 2019, ex aequo, aos arquitetos coautores do projeto das novas instalações da Plural, Cooperativa Farmacêutica, Alexandre Dias e Maria Amália Freitas e aos arquitetos coautores do projeto de reabilitação do edifício da Cerâmica Antiga de Coimbra, Luísa Ribeiro, Carlos Antunes e Armandina Pedro.

Prémio Municipal Edmundo Bettencourt/Canção de Coimbra

Realizou-se também a entrega do Prémio Edmundo Bettencourt/Canção de Coimbra 2019, ao trabalho discográfico “Sublime o teu sair de ti” do grupo “Na Cor do Avesso”.

Orçamento Participativo

Também na sessão que abriu as comemorações do Dia da Cidade foram anunciados oficialmente os vencedores da 2ª edição do Orçamento Participativo do município de Coimbra.

Foram quatro os projetos enunciados:

Coimbra Participa

Em primeiro lugar, com 1000 votos, o grande vencedor desta edição do Coimbra Participa, é o projeto “O sítio dos cães – criação de um parque canino”, da autoria de Catarina Lopes Serra, no valor de 50 mil euros, que pretende construir na freguesia de santo António dos Olivais um espaço amigos dos cães, onde possam exercitar e socializar, sem o uso obrigatório por lei de trela em espaços públicos.

O segundo projeto mais votado, com 589 votos foi “Coimbra Cidade Sustentável – Autoconsumo Fotovoltaico”, de Manuel Dias, no valor de 200 mil euros.

Coimbra Jovem Participa

Já no orçamento dedicado aos jovens, no Coimbra Jovem Participa, o projeto vencedor foi “Verd’O Parque” de Sofia Isabel Chéu Reis, com 1052 votos que propõe a transformação de uma zona do Parque Verde do Mondego, entre o Exploratório e o rio Mondego, para uma melhor fruição do espaço. O projeto prevê, entre outros, a construção de um anfiteatro. Foram alocados 200 mil euros.

Com 165 votos, o segundo projeto também a ser concretizado no Jovem Participa é o “Parentolimpíedas – mil e uma formas de parentalidade” de Daniela Filipa Silva Lopes, no valor de 40 mil euros. Procura uma organização agenda de de uma série de eventos a nível das freguesias de Coimbra que melhorem as relações entre filhos e cuidadores.

A segunda edição do Orçamento Participativo do Município de Coimbra contou com 93 propostas candidatas. 49 delas foram submetidas a votação.

AAC e Reitoria representadas ao mais alto Nível


Na sessão solene marcaram presença entre outras individualidades civis e militares o presidente da Mesa da Assembleia Magna da Associação Académica de Coimbra, João Bento, o presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra, Daniel Azenha e o reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão.

Isabel Simões e Cátia Soares

3
16
09
0
GMT
GMT
+0000
2019-10-23T16:09:07+00:00
Wed, 23 Oct 2019 16:09:07 +0000