2/07/19

AAC e reitoria assinam contrato programa para incentivar a inclusão e a integração social

A Associação Académica de Coimbra (AAC) e a Universidade de Coimbra (UC) assinaram hoje um contrato programa no valor de cerca de 260 mil euros com vista à transferência de verbas de suporte às atividades da AAC para o ano de 2019. Segundo o reitor da UC, Amílcar Falcão, o maior apoio dado pela reitoria à AAC até hoje. A cerimónia pública aconteceu esta tarde, dia 2 de julho, na Sala do Senado da Universidade.

O presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), Daniel Azenha, durante a cerimónia explicou que as verbas se destinam a apoio a secções culturais, desportivas e outras. No campo do desporto a criação da secção de Boccia foi ontem anunciada aos microfones da RUC.

À margem da cerimónia o presidente da DG/AAC esclareceu que pretende transformar o edifício da Rua Padre António Vieira num edifício “inclusivo” e o mesmo deve acontecer com as secções desportivas.


Como estímulo ao desenvolvimento de práticas inclusivas nas secções da AAC o presidente da DG/AAC vai propor uma majoração na atribuição de verbas às secções que tenham desporto adaptado.


Daniel Azenha revela que a primeira abordagem com a reitoria sobre a questão do edifício já se iniciou com o vice-reitor das infraestruturas, mas de forma ainda muito informal. A DG/AAC quer que o edifício permita a circulação de pessoas com mobilidade reduzida em todos os pisos do nº 1 da Padre António Vieira e pretende fazer um plano para que aconteça. O presidente da DG/AAC informou que em breve será entregue o regulamento de atribuição de espaços no edifício


À Rádio Universidade de Coimbra, o reitor da UC, Amílcar Falcão, confirmou que a reitoria quer fazer obras e requalificar o edifício em áreas em que existem deficiências como as redes elétrica e de fibra ótica.


Segundo o reitor os trabalhos de requalificação podem ficar prontos daqui por dois anos, falta apenas o plano por parte da DG/AAC para permitir de forma faseada iniciar os trabalhos necessários.


Na sessão, o reitor da UC começou por lançar um desafio à AAC para que no campo da cultura, com o apoio recebido, a Universidade de Coimbra ajude na promoção de eventos pela cidade, que dinamizem em especial , a Baixa de Coimbra.

Outro dos desafios lançados pelo reitor passa pela criação de secções desportivas inéditas e que consigam cobrir os interesses diversificados dos estudantes mas, ao mesmo tempo, com uma função de integração social. Amílcar Falcão espera que o financiamento se destine a auxiliar as atuais secções desportivas a investir no desporto adaptado.

O reitor da UC comprometeu-se a fazer “mais e melhor” e anunciou que será iniciada uma revisão dos mecanismos de financiamento com a Associação Académica de Coimbra, com a intenção de identificar novos campos de atuação, dando como exemplo o combate às alterações climáticas.

Isabel Simões

1
9
09
0
GMT
GMT
+0000
2019-09-16T09:09:34+00:00
Mon, 16 Sep 2019 09:09:34 +0000