20/06/19

João Gouveia Monteiro é o próximo diretor da Biblioteca Geral da UC

Fotografia: Universidade de Coimbra

Foi no final da cerimónia de tomada de posse dos diretores de quatro Unidades de Extensão Cultural e de Apoio à Formação (UECAFs) da Universidade de Coimbra (UC), que o reitor da instituição, Amílcar Falcão, anunciou quem é o novo diretor da Biblioteca Geral. João Gouveia Monteiro foi o escolhido por Amílcar Falcão para suceder a José Augusto Bernardes, que já se encontra “saturado do cargo” que ocupa desde 2011, afirma o reitor da UC.

Além deste anúncio, foram apresentadas também as escolhas para as restantes UECAFs. Contudo, trata-se apenas de decisões temporárias, uma vez que Amílcar Falcão optou por nomear membros da equipa reitoral para esses cargos.  

Assim, à exceção da Biblioteca Geral, o reitor escolheu colocar à frente das restantes UECAFs atuais vice-reitores. Para a Imprensa da UC, o vice-reitor Delfim Leão. Para o Estádio Universitário, o vice-reitor António Figueiredo. E, quanto ao Museu da Ciência e ao Jardim Botânico, Amílcar Falcão uniu-os num complexo museológico, a cargo do vice-reitor Luís Simões da Silva.

Embora o reitor considere que acumular o cargo de vice-reitor com a direção de uma UECAF seja uma tarefa exigente, agradece o apoio da equipa reitoral até que se encontre uma solução definitiva para as restantes instituições.

Na cerimónia, tomaram posse os diretores de quatro Unidades de Extensão Cultural e de Apoio à Formação da Universidade de Coimbra: Cristina Freitas, que lidera, a partir de hoje, o Arquivo; Manuel Santos Rosa, que continua a dirigir a Biblioteca das Ciências da Saúde; Rui Bebiano, que se mantém na direção do Centro de Documentação 25 de Abril; e Fernando de Matos Oliveira, que também reinicia um novo mandato à frente do Teatro Académico de Gil Vicente.

Os discursos dos empossados Rui Bebiano e Manuel Santos Rosa contiveram críticas à tendência de diminuição de recursos humanos, uma vez que tanto na Biblioteca de Ciências da Saúde como no Centro de Documentação 25 de Abril trabalham cinco pessoas.

Cristina Freitas, docente na Faculdade de Letras da UC, é a única empossada pela primeira vez. Salienta como desafio à direção do Arquivo o “arquivo digital”.

Além de melhorar o corpo técnico e as instalações, Manuel Santos Rosa destaca os objetivos traçados para o novo mandato à frente da Biblioteca das Ciências da Saúde.

O diretor do Centro de Documentação 25 de abril, Rui Bebiano, aponta como um dos principais objetivos do mandato “tornar o centro mais conhecido e mais requisitado”.

Em relação à direção do Teatro Académico de Gil Vicente, os desafios do novo mandato passam por ligar a cultura à investigação, mas também às escolas e ao público em geral, afirma Fernando de Matos Oliveira.

João Gouveia Monteiro vai ser empossado numa cerimónia pública, prevista para meados de julho, em data a divulgar.

[ARTIGO CORRIGIDO ÀS 00H47, NO DIA 21 DE JUNHO DE 2019]

Carolina Cardoso

3
20
47
0
GMT
GMT
+0000
2019-07-17T20:47:27+00:00
Wed, 17 Jul 2019 20:47:27 +0000