21/05/19

CDU propõe criação de observatório europeu para igualdade no local de trabalho

A aplicação do principio de salário igual para trabalho igual, o combate ao assédio nos locais de trabalho e o respeito pelos direitos de maternidade levam a Coligação Democrática Unitária(CDU) a comprometer-se com a existência de um observatório europeu que promova a igualdade homem mulher no mundo laboral.

A meio da arruada que CDU realizou hoje, dia 21, em Coimbra e que partiu do Largo da Portagem em direção à Praça 8 de Maio, o cabeça de lista da candidatura (PCP/PEV) nas próximas Eleições Europeias, João Ferreira falou aos jornalistas.

A proposta da CDU é que o observatório permita estabelecer metas quantificadas de acordo com as realidades dos vários países da União Europeia.

A desigualdade a nível salarial entre homens e mulheres é diferente entre países na Europa a 27. Para além disso um salário mais baixo implica depois uma reforma ou pensão mais baixa para as mulheres, acentua João Ferreira.

O deputado europeu, João Ferreira, lembrou ainda uma medida recente da UE que diminuiu os direitos de parentalidade e a CDU pretende combater.

A CDU afirma estar a intervir em Portugal e na Europa para que as licenças de maternidade e de paternidade sejam alargadas quer na duração quer na remuneração.

O candidato da CDU anunciou ainda que o jantar de hoje à noite com representantes de organizações sindicais e membros de comissões de trabalhadores tem como missão discutir questões sobre o mundo do trabalho e direitos sociais. Aos militantes que o acompanharam na arruada pediu empenho até ao último minuto para que a CDU tenha um bom resultado na votação de próximo domingo.

Isabel Simões

4
12
14
0
GMT
GMT
+0000
2019-06-27T12:14:04+00:00
Thu, 27 Jun 2019 12:14:04 +0000