20/05/19

José Manuel Silva: “Propostas do SC são ignoradas de forma ditatorial”

A edição do Alvorada de hoje contou com o comentário do vereador da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e líder do movimento Somos Coimbra, José Manuel Silva.

A Infraestruturas de Portugal (IP) apresentou, na terça-feira, publicamente e pela primeira vez o traçado definitivo da Linha do Hospital do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), popularmente conhecido como ‘metro bus’. As viaturas deverão circular num canal dedicado, entre a zona do Bota-Abaixo e o Mercado D. Pedro V. As principais novidades que se revelaram na apresentação da rota definitiva são a via dedicada no interior dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) e a extensão da linha até ao hospital pediátrico.

José Manuel Silva considera que é uma vitória do Somos Coimbra a construção da linha de Metro Bus até ao Hospital Pediátrico. O antigo bastonário da Ordem dos Médicos frisou que a linha até ao Hospital Pediátrico tinha sido abandonada e que foi a pressão exercida pelo movimento que lidera que possibilitou o projeto atual.

Com a abstenção da Coligação Democrática Unitária (CDU), a maioria do Partido Socialista (PS) do executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) aprovou na última segunda-feira, dia 13, a nova estrutura dos serviços camarários. Os três vereadores do Partido Social Democrata (PSD) e os dois do movimento Somos Coimbra(SC) votaram contra.

Para José Manuel Silva a nova estrutura dos serviços camarários valoriza em excesso o protocolo e a propaganda, em contraste com o que ocorre com os serviços de auditoria e controlo interno da nova organização da CMC.

Na reunião da CMC de 13/05/2019 o Somos Coimbra apresentou uma proposta de alargamento do horário da Biblioteca Municipal de forma a que esta passe a estar aberta das 09 às 24h, num processo sujeito a avaliação e auscultação dos frequentadores. De acordo com o vereador do Somos Coimbra a proposta foi ignorada pela maioria PS-PCP. Na opinião de José Manuel Silva continua a existir censura e lembrou as mudanças (ou falta deles na sua visão) desde o 25 de abril de 1974.

A Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol fechou a temporada 2018/2019 com mais uma derrota frente ao Varzim. Com o resultado de ontem, a equipa da Póvoa de Varzim garantiu a permanência na 2º Liga de futebol por intermédio do golo de Júlio Alves. Na opinião de José Manuel Silva não é possível ter a Académica na primeira divisão sem atividade económica forte no concelho. O vereador do Somos Coimbra levantou ainda dúvidas sobre a possibilidade da Académica se tornar numa sociedade anónima desportiva no futuro.

As eleições europeias de 2019 realizam-se em Portugal no dia 26 de maio e vão ter como fim a escolha dos 21 deputados portugueses com assento no Parlamento Europeu. José Manuel Silva destacou a perda de credibilidade dos partidos do “arco do poder”. O vereador do Somos Coimbra aproveitou para frisar a sua distância perante o movimento “Basta” liderado por André Ventura.

A edição do Alvorada de hoje contou com o comentário do vereador da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e líder do movimento Somos Coimbra, José Manuel Silva.

Tomás Cunha

4
12
28
0
GMT
GMT
+0000
2019-06-27T12:28:39+00:00
Thu, 27 Jun 2019 12:28:39 +0000