17/05/19

Estudo dos investigadores da UC contribui para o combate ao cancro

Um grupo de investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra (CNC) demonstrou que é possível contribuir para a medicina regenerativa e para o combate ao cancro através da manipulação dos processos de reciclagem e controlo de qualidade de células estaminais.

Segundo o coordenador do projeto, Paulo Oliveira, o trabalho tem múltiplas implicações.

Publicado na revista científica Autophagy (uma das mais reconhecidas na área), o estudo realizado por Paulo Oliveira, Sílvia Magalhães-Novais e Ignácio Vega-Naredo teve como objetivo tentar compreender como os processos de autofagia, isto é reciclagem de componentes celulares, e apoptose, ou seja morte celular programada, repercutem sobre a competência das células estaminais, e sobre as terapias de cancro.

Paulo Oliveira salienta que o estudo demonstrou que ao diferenciar as células estaminais torna-se possível ter mais eficiência na eliminação das células tumorais.

Ian Ezerin

5
19
20
0
GMT
GMT
+0000
2019-05-24T19:20:25+00:00
Fri, 24 May 2019 19:20:25 +0000