16/05/19

Estudantes da UC motivados para votar nas eleições europeias

As eleições europeias acontecem no próximo dia 26 de maio. A campanha eleitoral iniciou na passada segunda-feira, 13 de maio, com os candidatos dos 17 partidos a percorrer o país.

A Rádio Universidade de Coimbra foi para a rua e conversou com alguns estudantes da Universidade de Coimbra sobre a importância da Europa e das eleições europeias. Com níveis elevados de abstenção entre as camadas mais jovens, a RUC questionou os estudantes sobre a intenção de exercer o direito de voto.

Nas eleições europeias de 2014 foram eleitos 21 deputados de cinco forças políticas. O partido com mais deputados eleitos foi o Partido Socialista, com um total de oito, seguido da coligação PSD/CDS, com sete representantes. O PCP-PEV elegeu um total de três deputados, o Movimento Partido da Terra, dois representantes, e o Bloco de Esquerda, apenas um. Nas eleições de 2019, são 17 os partidos e coligações a concorrer ao Parlamento Europeu. A RUC questionou os jovens se conhecem os candidatos e programas eleitorais.

Apesar de não conhecerem os candidatos ou os programas eleitorais, os estudantes reconhecem a importância de estarem informados e garantem que até dia 26 de maio vão procurar mais informação. Explicam ainda que o principal meio que utilizam para se informarem é a internet, onde consultam os programas eleitorais e leem jornais.

Portugal aderiu à Comunidade Económica Europeia em 1986, agora conhecida como União Europeia, que reúne um total de 28 países. Com a crise financeira de 2010-2014 em Portugal, surgiram mais movimentos anti-europa que vieram lançar o debate público sobre as vantagens e desvantagens de pertencer à União e à moeda única. Os estudantes da Universidade de Coimbra entrevistados pelas RUC manifestaram, no geral, uma opinião favorável à presença de Portugal na União Europeia.

Uma das principais discussões durante a campanha das europeias tem sido o surgimento de movimentos e partidos de extrema direita pela Europa. Em alguns países da União, os parlamentos nacionais contam já com a presença de forças nacionalistas. Algumas sondagens mostram que os partidos mais à direita podem vir a eleger deputados para o Parlamento Europeu. Os entrevistados veem com preocupação a ascensão da extrema direita e a possibilidade de terem uma voz ativa na gestão da União.

As questões ambientais e os refugiados são outro tema que preocupa os estudantes e que consideram, por isso, ser um dos assuntos que deve ter um maior foco na União Europeia.

A campanha eleitoral decorre até dia 24 de maio. Os deputados eleitos em Portugal no próximo dia 26 de maio vão integrar depois um dos oito partidos/grupos europeus.

Sara Santos Pinto e Luís Miguel Martins

6
21
57
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T21:57:46+00:00
Sat, 24 Aug 2019 21:57:46 +0000