26/04/19

“Um tempo e um lugar” em exposição na Casa Municipal da Cultura

O Círculo de Artes Plásticas de Coimbra convidou o artista plástico Edgar Pires a apresentar a sua exposição “Um Tempo e um Lugar”. Em entrevista à Rádio Universidade de Coimbra, o artista plástico explicou que não recorria a processos de criação convencionais. O processo que Edgar Pires utiliza é um processo alternativo que consiste em juntar vidro com limalha. Esta junção apareceu ao acaso após um pequeno incidente no seu atelier quando um pedaço de limalha ficou “colado” num vidro. Edgar Pires afirma que gosta de perceber como os materiais se comportam quando se unem e frisa a importância de entender este processo.

A propósito do sentimento que deseja transmitir com as suas obras, Edgar Pires afirma que é interessante para ele que o observador se questione acerca daquilo que vê e que é importante que uma escultura tenha esse efeito. Afirma ainda que gosta “de estar nas perguntas” e que a intervenção de um objeto no espaço, a energia que transmite e como os materiais se comportam são aspetos importantes.

O escultor terminou a formação em Escultura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa em 2007 e afirma que a formação que possuí o ajudou a ter uma atitude punk em relação ao vidro e a ignorar as regras de utilização.

A inauguração da exposição irá realizar-se amanhã, dia 27 de abril, às 18h. Vai estar disponível no piso -1 da Casa Municipal da Cultura até ao dia 6 de julho. Vai funcionar de terça a sábado entre as 14h e as 18h e a entrada é gratuita.

Inês Bernardes

5
19
01
0
GMT
GMT
+0000
2019-05-24T19:01:53+00:00
Fri, 24 May 2019 19:01:53 +0000