23/04/19

Alberto Martins lança livro com conteúdo inédito sobre crise de 69

Sessão na sala 17 de abril

O presidente da Direção Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) de 1969, Alberto Martins, voltou a pedir hoje a palavra, na sala 17 de abril no edifício das Matemáticas, para apresentar o livro “Peço a Palavra – Coimbra 1969”.

A obra reúne memórias dos acontecimentos que marcaram a crise de 69, como a inauguração do edifício das Matemáticas, a preparação da greve aos exames durante do mês de maio e perseguições e prisões efetuadas pela PIDE. Alberto Martins revela que o livro conta com conteúdo inédito, a partir de arquivos que nunca foram estudados.

O antigo dirigente destacou o papel pioneiro da UC na resistência e afronta à ditatura, num país pobre, analfabeto, com uma guerra colonial em curso e isolado do mundo. O livro que agora publica é mais um contributo que documenta a luta de Coimbra. O autor apela à sua leitura crítica.

Alberto Martins sublinha ainda o importante papel que as mulheres tiveram na crise. A taxa de feminização da UC em 69 representava uma “das mais altas da Europa”.

A sessão contou com a participação do atual presidente da DG/AAC, Daniel Azenha, João Rodrigues, da editora Babel, Rui Namorado, professor e investigador associado no Centro de Estudos Sociais da UC e Manuela Lacerda, médica.

Sara Santos Pinto

5
19
34
0
GMT
GMT
+0000
2019-05-24T19:34:43+00:00
Fri, 24 May 2019 19:34:43 +0000