4/04/19

Elísio Estanque: “A Cultura estudantil [atual] tem que ser questionada”

O Alvorada desta quinta-feira (4) contou com comentário à atualidade por parte do professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), Elísio Estanque.

Na última segunda-feira, o relatório de contas da AAC, referente ao ano de 2018, foi aprovado em Assembleia Magna. No entanto, o Conselho Fiscal alertou para uma dependência excessiva de patrocínios e subsídios para garantir o financiamento da entidade. O professor Estanque entende que essa realidade tem relação direta com o foco nas festividades estudantis, priorizada frente a questões académicas ou culturais.

O sociólogo demonstra preocupação com o que entende que seja um esvaziamento da cultura estudantil na Universidade de Coimbra – seja por um crescimento do número de alunos, por omissão ou desconhecimento das entidades representativas ou por vontade de focar em interesses comerciais.

A ausência de mobilização dos estudantes em Assembleias Magnas, por exemplo, é uma das principais questões a serem discutidas. A revisão do Estatuto da AAC, a ser votada em Assembleia Extraordinária, traz como proposta a redução do quórum mínimo para votações, uma vez que tem sido difícil atingir o número atual. Para o professor Elísio Estanque, essa é uma evidência do esvaziamento da cultura estudantil.

Bibiana Garcez e Ian Ezerin

4
4
59
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-22T04:59:55+00:00
Thu, 22 Aug 2019 04:59:55 +0000