2/04/19

Final da Taça Portugal de Futebol de 1969 completa 50 anos

Os 50 anos da final da Taça Portugal de Futebol foram comemorados em Gala, no passado sábado. O jogo da Briosa tornou-se marcante na crise estudantil de 1969. Apesar da derrota da equipa contra o Benfica, com Eusébio, a partida tornou-se um ponto importante na história da Académica e da resistência à ditadura. Na ocasião, os jogadores entraram em campo envergando capas aos ombros.

O atual presidente da AAC/OAF, Pedro Roxo, considera a comemoração dos 50 anos uma grande oportunidade para lembrar a história do clube e para fortalecer a união de todos os adeptos e sócios.

Alguns ex-jogadores da equipa de 69 estiveram presentes, bem como o treinador da altura, Francisco Andrade. O técnico lembra como também os outros elementos em campo aderiram de forma natural ao protesto.

Um dos antigos jogadores presentes foi Manuel António, autor do golo da Académica na final. Manuel António recorda algumas memórias do jogo e como a ação de PIDE impediu alguns dos protestos.

A Associação Académica de Coimbra (AAC) esteve representada pelo presidente da Direção-Geral da AAC, Daniel Azenha, que destaca o desafio que o facto deixa para geração atual, que deve lutar pelos estudantes, como foi feito à época.

A cerimónia decorreu no Estádio Cidade de Coimbra e juntou cerca de 250 pessoas, que quiseram ver de perto alguns dos campeões de 1969.

Bibiana Garcez e Joana Gomes

6
22
24
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T22:24:40+00:00
Sat, 24 Aug 2019 22:24:40 +0000