2/04/19

FENPROF promete ação no final do ano letivo

Com o aproximar do ano letivo, e em ano de eleições, a Federação Nacional dos Professores (FENPROF) inicia a preparação da luta a desenvolver até ao final do ano.

Em entrevista à RUC, António Fernandes de Matos, professor da Universidade da Beira Interior e ainda dirigente do Sindicato dos Professores da Região Centro (SPRC) e da FENPROF, abordou alguns dos problemas que os docentes do ensino superior enfrentam nas suas carreiras, e apresentou a questão do financiamento como um dos principais entraves.

Uma das formas de luta em discussão nas reuniões dos órgãos da FENPROF consiste, entre outras medidas, numa deslocação ao Parlamento agendada para o dia 16 de abril. O professor universitário explica em que é que vai consistir esta ação.

Precisamente no Parlamento, no passado dia 28 de março, o “ensino superior” foi o assunto em debate na reunião plenária realizada durante a tarde desse dia. Em debate estiveram questões relativas aos docentes e professores universitários com propostas do Bloco de Esquerda e também do Partido Comunista em favor da valorização remuneratória dos docentes, bem como do descongelamento das suas carreiras. Questionado sobre se são estes os únicos problemas que enfrenta um professor universitário atualmente, António Fernandes de Matos rejeitou tal facto e apresentou outros problemas. A precariedade no ensino, o corpo docente envelhecido que se torna menos qualificado para aderir a determinados projetos europeus, a fraca qualidade dos equipamentos e instalações e os horários demasiado longos são, segundo o dirigente da FENPROF, outros entraves que ainda são colocados a um docente do ensino superior .

Em ano de eleições, as campanhas políticas estão para começar. Será este o momento ideal para os professores se fazerem ouvir no parlamento e simultaneamente ouvir as promessas eleitorais dos partidos? O dirigente e professor universitário acredita que sim, uma vez que tal vai possibilitar o diálogo entre deputados e docentes.

O décimo terceiro congresso da FENPROF vai ter lugar em Lisboa nos próximos dias 14 e 15 de junho. Em cima da mesa estarão questões relativas ao descongelamento das carreiras dos docentes do ensino superior bem como o combate à precariedade neste setor.

Xavier Soares

6
23
12
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T23:12:02+00:00
Sat, 24 Aug 2019 23:12:02 +0000