2/04/19

Assembleia Magna aprova Relatório e Contas de 2017/2018

A Assembleia Magna aprovou ontem o Relatório e Contas da Associação Académica de Coimbra por larga maioria, depois de um parecer favorável (à globalidade) do Conselho Fiscal. A Assembleia Magna anterior já tinha sido dedicada a este tema mas o órgão de fiscalização da Associação Académica de Coimbra não tinha tido oportunidade de analisar o documento. O presidente da Mesa da Assembleia Magna, João Bento, afirma que era de esperar que o relatório fosse aprovado.

Durante o primeiro ponto da assembleia, Informações, o presidente da DG/AAC, Daniel Azenha, interveio e falou das comemorações do Dia do Estudante, que decorreu no dia 24 de março, sobre a campanha “Querido, muda a UC”. A campanha atuou sobre três objetivos importantes para a atual DG/AAC: as residências estudantis e sua habilitação; as salas de estudo, onde procuram aumentar o número de horas da utilização; e ainda sobre a introdução da refeição social nas cantinas amarelas. As intervenções que seguiram a do presidente incidiram sobre problemáticas como o facto da refeição social já ser uma batalha encabeçada por estudantes, antes da DG/AAC ter lançado qualquer iniciativa, e das falhas na acessibilidade para pessoas de mobilidade reduzida, nomeadamente no acesso às cantinas amarelas. De notar que as cantinas amarelas e o movimento “Querido, muda a UC” foram os principais tópicos em discussão no primeiro ponto da ordem de trabalhos da Assembleia. Em relação à falta de comunicação aos estudantes pela DG/AAC sobre a iniciativa “Querido Muda a UC”, Daniel Azenha considera que nem todas as iniciativas têm de contar com a participação dos estudantes.

Em relação às falhas na acessibilidade para pessoas de mobilidade reduzida, o presidente da DG/AAC mencionou o projeto “UC à Lupa” e explica em que consiste.

No último ponto, Outros Assuntos, o administrador da DG/AAC, João Gonçalo, enumerou algumas atividades da DG/AAC como as candidaturas a financiamento para secções culturais; medidas e eventos para a promoção de associativismo jovem; o Fórum AAC que vai ter lugar dia 6 de abril, onde diz que vão “limpar a casa” e aproveitar para falar do orçamento participativo; e, por fim, falou de um contrato-programa habitual com a reitoria que todos os anos financia a AAC.

A última Assembleia Magna tinha sido realizada no dia 18 de Março de 2019 e a próxima terá lugar no dia 8 de abril de acordo com o divulgado na Assembleia Magna, por João Bento.

Inês Baptista e Cátia Soares

4
20
44
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-05T20:44:23+00:00
Thu, 05 Dec 2019 20:44:23 +0000