14/03/19

D’ARQ vai criar manifesto para pedir melhores infraestruturas

Decorreu no passado dia 12 de março “O Ensino do Projeto – Encontro de Escolas de Arquitetura”, primeiro evento das comemorações dos 30 anos do Departamento de Arquitectura da Universidade de Coimbra (DARQ).

No evento foi dada ênfase à falta de condições de alguns estabelecimentos de ensino. A discussão levantou a intenção de criar um manifesto das universidades públicas que têm cursos de arquitetura.

O manifesto vai chamar-se Carta de Coimbra e pretende apresentar as dificuldades por que passam as instituições. Apesar de tudo, o subdiretor do departamento de arquitetura da universidade de Coimbra, Luís Miguel Correia, faz um balanço positivo do evento e da participação dos diversos estabelecimentos de ensino.

As intervenções passadas no edifico do departamento não foram suficientes para resolver os problemas estruturais. As fracas condições do DARQ em relação aos restantes estabelecimentos de ensino são uma das maiores preocupações para o subdiretor.

Luís Miguel Correia considera que as condições do DARQ são uma questão não só da UC, mas de todo o Ensino Superior. Afirma, enquanto docente e arquiteto, que as condições do departamento estão muito abaixo das restantes instituições.

As comemorações dos 30 anos do Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra continuam até 28 de Março com exposições e cinema ao ar livre.

Para mais informações sobre os 30 anos do Departamento de Arquitectura da Universidade de Coimbra aqui.

Inês Moita

6
21
58
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T21:58:07+00:00
Sat, 24 Aug 2019 21:58:07 +0000