25/02/19

RUC’33: No ar, outra vez!

Cartaz de eventos musicais do 33º aniversário RUC

A Rádio Universidade de Coimbra (RUC) é, de novo, protagonista de uma história que se adivinha com um final feliz, com o anúncio para breve da sua rentrée nos 107.9 FM.

A emissão da RUC é feita apenas na Internet desde 13 de outubro de 2018, culpa dos estragos provocados pela passagem no centro do país da tempestade tropical Leslie que derrubou a antena de transmissão e danificou o equipamento, instalado nos terrenos do Observatório Geofísico e Atronómico da Universidade de Coimbra.

No dia 13 de fevereiro a Rádio comemorou o Dia Mundial da Rádio com uma emissão com conteúdos especiais e apresentou a programação que celebra as 33 primaveras da primeira rádio-escola da Península Ibérica. O presidente e vice-presidente da RUC, João Aveiro e Sandra Tavares, falaram não só dos eventos planeados ao longo do mês de março, como do trabalho levado desde outubro para a (re)entrada da RUC no éter.

João Aveiro e Sandra Tavares na conferência de imprensa da programação do 33º aniversário da Rádio Universidade de Coimbra

O grande destaque da programação caiu sobre o percurso musical com início no dia 9 de março, em altura de concerto de aniversário. Em jeito de vingança (“Sempre no ar!”), o prato musical serve-se bem roqueiro, com Raquel Ralha & Pedro Renato e ainda os First Breath After Coma. A ligação à RUC passa pelas editoras, fundadas por ru(ianos, antigos presidentes da Rádio, Rui Ferreira (Lucky Lux) e Hugo Ferreira (Omnichord Records).

Numa breve passagem pelo noticiário RUC, Sandra Tavares falou da restante programação musical que aposta em talentos que passaram por Coimbra, pela RUC (e não só), que servem também de agradecimento à cidade.

A pergunta que mais eco teve nas redes sociais, e pelos ouvintes que fielmente ligavam para a Rádio a questionar “para quando a antena?”, também foi respondida. Aliás, ouvimos dizer que para os lados do Observatório já existe uma linha a cortar o horizonte. Essa linha ainda não está no ar, mas está para breve, como conta Sandra Tavares à RUC.

O presidente da RUC, João Aveiro, adiantou na conferência mais um agradecimento à cidade. À Universidade de Coimbra e reitoria, na figura de João Gabriel Silva, que assegurou os custos da reparação da antena instalada nos terrenos do Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra, estimados em mais de 30 mil euros. 

Com a reinstalação da antena não vai ser o renascer, mas sim, o voltar com mais força à génese do espírito RUC, nos 107.9 FM, nas palavras de Sandra Tavares.

As obras devem estar concluídas a tempo da emissão de aniversário de 1 de março, assinalado com uma emissão especial em directo do átrio do departamento de Química da UC, no Pólo I. O lema da emissão vai ser “33: no ar outra vez!” e celebra também o aniversário da Universidade de Coimbra, que nesse dia comemora 729 anos.

Com 33 primaveras na conta como RUC, e mais outras tantas como Centro Experimental de Rádio, desde a década de 40 do século XX. “A RUC herdou do passado uma forma muito especial de fazer rádio e é hoje um órgão de comunicação social único pelo seu papel formador e inovador”.
Hoje transmite 24 horas por dia, com a pujança dos sócios que todos os anos a renovam, pela frequência nos cursos que a Rádio alberga.

Os representantes terminaram a conferência com um convite à cidade e além Coimbra, para todos participarem nas comemorações da Rádio que conta com muita música e memórias a serem reveladas durante a emissão especial de dia 1 de março.

E da nossa parte, um especial obrigada a todos os ouvintes, amigos, ru(ianos, por estarem sempre desse lado. RUC: Sempre no ar!

Cátia Soares

1
8
23
0
GMT
GMT
+0000
2019-09-16T08:23:49+00:00
Mon, 16 Sep 2019 08:23:49 +0000