19/02/19

Estudantes preocupados com o assédio sexual e a violência no namoro

O Núcleo de Estudantes de Medicina da Associação Académica de Coimbra (NEM/AAC) vai apresentar amanhã a nova edição da revista ANEMIA, a revista do núcleo, que nesta edição vai abordar a temática do assédio sexual. O evento de apresentação é intitulado “#MeToo, e agora? – Assédio Sexual em Saúde” e decorre às 21H no Auditório da Unidade Central do Pólo III da Universidade de Coimbra.

André Salvada, membro do NEM/AAC, explica como surgiu esta ideia.

A Revista ANEMIA existe desde 1998. Todos os estudantes podem colaborar com artigos. André Salvada apresenta a revista.

Nos últimos meses, o NEM tem também apostado no desenvolvimento das capacidades de escrita dos alunos da FMUC, através de um workshop de escrita criativa.

No final da apresentação da revista, Membros do Gabinete de Prevenção de Assédio Moral e Sexual do CHUC vão apresentar o conceito do assedio sexual e atual legislação referente ao assédio sexual. Vai depois ser realizada uma conversa, com os três Membros do Gabinete e Representantes das Escolas de Saúde (Diretor da Faculdade de Medicina, Presidente da Escola de Enfermagem, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde) de Coimbra. O debate vai incidir nas respostas existentes e potenciais tanto nas Escolas como nos Serviços de Saúde.-

A entrada é livre, sujeita a inscrição em formulário disponível através das plataformas on-line do NEM/AAC (facebook e site).

Também a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) lançou o projeto in.discutível. O primeiro tema mensal do projeto foi a violência no namoro.

A coordenadora do pelouro de Intervenção cívica e Ambiente da DG/AAC, Cláudia Gaspar, explicou em que consiste o projeto.

Cláudia Gaspar explicou como a campanha tenta sensibilizar para as várias formas de violência.

As queixas de assédio sexual na Universidade de Coimbra ainda não chegaram ao conhecimento da DG, no entanto, na experiência pessoal como aluna, Cláudia Gaspar conhece várias. A DG está também em contacto com associações de Coimbra que prestam apoio à violencia doméstica e no namoro, para ajudar qualquer estudante que necessite.

A coordenadora do pelouro de Intervenção cívica realçou que a campanha vai tentar envolver o maior número de entidades e atividades possíveis para alertar a população.

Durante todos os meses, o in.discutível vai trazer mais temas ao debate público.

Joana Gomes

1
13
08
0
GMT
GMT
+0000
2019-05-27T13:08:31+00:00
Mon, 27 May 2019 13:08:31 +0000