7/02/19

Governo disponibiliza plataforma informática para cativar estudantes internacionais

O Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Sobrinho Teixeira, liderou, ontem, no Politécnico de Coimbra uma reunião de trabalho sobre a plataforma informática study-research.pt. A ferramenta pretende promover a divulgação da oferta formativa das Instituições de Ensino Superior (IES) do país e, com ela, o governo conta atrair estudantes internacionais, para os vários níveis de ensino e de investigação.

À margem da reunião Sobrinho Teixeira esclareceu que Portugal “mudou muito” nos últimos anos e que tem mais Instituições do Ensino Superior a fazerem parte das 500 melhores do mundo no ranking de Xangai. A qualidade de vida do país e a qualidade do ensino e investigação que se faz em Portugal são apontadas pelo governante como razões para atrair mais estudantes para todos os graus do Ensino Superior.

A plataforma é bilingue, com uma versão em português e outra em inglês. Alimentada pelas universidades e politécnicos sobre a oferta formativa, presta ainda serviços de aconselhamento sobre alojamento, vistos e outros documentos para além de oportunidades de trabalho. O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aponta como principal objetivo que fique ao dispor das IES mas também de organismos de turismo e embaixadas.

Ao concentrar tudo aquilo que diz respeito ao Ensino Superior e Investigação que existe no país, a plataforma conjuga um binómio colaborativo de divulgação da oferta que não anula a competitividade entre instituições. Antes concentra aquilo que é o setor do Ensino Superior e da Investigação em Portugal, afirmou Sobrinho Teixeira.

Segundo o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o país precisa de cerca de 50 mil pessoas ano para manter a demografia e para manter a força de trabalho o número aumenta para as 75 mil. Com a criação de condições para atrair pessoas de qualificação elevada, ou que se venham a qualificar, pode aumentar a competitividade do país, disse.

Durante a sessão o governante anunciou que vão continuar a aumentar as vagas para estudantes internacionais nas IES. O governante recusou no entanto a ideia de mexer na propina máxima de 7 mil euros para o estudante internacional, uma vez que as instituições praticam preços diferenciados e cabe ao estudante candidato a escolha.

A plataforma study-research.pt. vai ficar disponível através dos canais diplomáticos e do Turismo de Portugal. O governo considera uma oportunidade as comunidades de lusodescendentes em todo o mundo, seja na América do Sul, na CPLP ou na Europa em países como o Luxemburgo, Bélgica, França, Andorra ou Suíça pelo que vão ser desenvolvidas ações dirigidas nesses países. Em Maio os Gabinetes de Relações Internacionais das IES vão estar nos Estados Unidos, revelou o secretário de Estado.

Em março vai realizar-se o lançamento oficial da plataforma, é também neste mês que se realiza o Salão do Estudante em várias cidades do Brasil, a maior feira de intercâmbio da América Latina e Portugal vai estar presente.

O desenvolvimento da aplicação veio na sequência do compromisso assumido pelo governo através da Resolução de Conselho de Ministros n.º 78/2016, de 30 de novembro, que pretende definir orientações para a articulação da política de internacionalização do ensino superior e da ciência e tecnologia.

Isabel Simões

1
16
18
0
GMT
GMT
+0000
2019-06-24T16:18:14+00:00
Mon, 24 Jun 2019 16:18:14 +0000