4/01/19

Candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura quer saber “o chão que pisa”

A comissão que prepara a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027 deu continuidade à apresentação de contas sobre ações que desenvolveu. A segunda sessão com este propósito decorreu no Laboratório Chimico do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (UC), durante a manhã.

A convite da equipa coordenada pelo mágico Luís de Matos o Centro de Estudos da UC vai realizar um inquérito sobre gostos, equipamentos e práticas culturais dos públicos que existem no território da cidade alargada. Depois de abril, o mesmo vai ter apresentação pública. Nas palavras do docente da UC, António Pedro Pita, com o inquérito a comissão da candidatura pretende ficar a conhecer “o chão que pisa”.

Elementos do grupo de trabalho Coimbra 2027 têm visitado cidades que já foram capitais europeias da cultura no sentido de aferir o que correu bem e menos bem e testemunhar o que ficou para futuro. Apoios à candidatura de Coimbra têm vindo dos locais mais inesperados. O Governador do Distrito de Minas Gerais – Brasil vai propor o apoio da sua região à Candidatura de Coimbra revelou Luís de Matos.

Se com o inquérito se pretende aferir os sentimentos dos que vivem na região, já o Forum 1C, um fórum internacional de discussão agendado para 16 de março pretende acolher o olhar de fora. Hoje no Laboratório Chimico foram anunciados os seguintes oradores: Boaventura de Sousa Santos, Pedro Machado, Ana Abrunhosa, José António Bandeirinha, Elias Torres Feijó, Ludovic Thilly, Isabel Pires de Lima, Artur Santos Silva, Edson Athayde e António Feijó. Luís de Matos explica que os objectivos passam por ouvir a opinião do país e da Europa.

Em janeiro, no dia 31, nas instalações da Alliance Française a candidatura partilha uma iniciativa de auscultação de propostas a cinco ou seis personalidades da cidade para Coimbra Capital Europeia da Cultura em 2027. A Noite das Ideias é organizada em todo o mundo, por iniciativa de França. A docente da UC, Cristina Robalo Cordeiro explica o modelo que inclui um debate sobre as propostas.

A primeira reunião do Conselho Consultivo realizou-se a 11 de novembro no Convento São Francisco com a presença de 24 elementos oriundos de Coimbra, Aveiro, do Porto, Lisboa e Espanha. Foi também anunciado estar para breve a primeiro encontro do Conselho Cultural Regional.

O Instituto Politécnico de Coimbra e a Fundação Bissaya Barreto são dois novos parceiros da Candidatura que já conta com o apoio da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, Turismo Centro de Portugal e Universidade de Coimbra. A Candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027 foi uma iniciativa da Câmara Municipal da cidade.

Na próxima semana, dia 7 de janeiro está marcado um encontro com a ministra da Cultura, Graça Fonseca, para perceber os contornos das candidaturas.

Em junho de 2017 o Parlamento Europeu aprovou a lista dos países que vão ser Capital Europeia da Cultura no período 2020-2033. Até 2021 cabe a cidades de Portugal e da Letónia apresentar candidaturas para 2027. Plovdiv na Bulgária e Matera em Itália, são as eleitas para 2019.

O próximo encontro de prestação de contas pela comissão da Candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027 vai realizar-se no mês de junho.

Isabel Simões

3
18
57
0
GMT
GMT
+0000
2019-06-19T18:57:53+00:00
Wed, 19 Jun 2019 18:57:53 +0000