19/12/18

João Pedro Ferreira: “Há uma falta de ideias brutal [para Coimbra]”

No Alvorada de hoje (19), o comentário este a cargo do visiting researcher na Rutgers University, João Pedro Ferreira.

Daniel Azenha vai ser o próximo presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), após a sua lista (C – contigo somos académica) ter obtido 53,4% dos votos dos estudantes. A lista P (preto no branco, de Mariana Rodrigues) obteve os restantes 46,6% dos votos válidos.

João Pedro Ferreira salientou o impacto destas eleições que, diz, “mexem com a cidade”. O comentador lamentou as irregularidades vividas na primeira volta, que atrasaram a segunda volta e que, na sua opinião, não ficaram devidamente esclarecidas. Para o anterior dirigente associativo (ABIC – Associação dos Bolseiros de Investigação Científica), o desafio é manter a participação dos estudantes no período pós-eleitoral.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

No início de 2019, a Universidade de Coimbra (UC) vai escolher o novo reitor, para suceder a João Gabriel Silva. Vários membros da academia têm criticado o modelo eleitoral vigente, em que os professores, funcionários não docentes e estudantes elegem os seus representantes (25) ao Conselho Geral onde, juntamente com dez personalidades de reconhecido mérito externas à UC, estes elegem o reitor.

O visiting researcher faz notar que o modelo existente na UC é muito semelhante ao que encontrou na universidade que o acolhe nos Estados Unidos da América. Este modelo pretende aproximar a universidade da comunidade que a rodeia mas, na sua opinião, apresenta alguns riscos.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O Partido Social Democrata (PSD) de Coimbra apresentou na última Assembleia Municipal uma moção de censura à Câmara Municipal de Coimbra, em que denuncia o incumprimento de promessas eleitorais por parte do executivo e a ausência de projetos estruturantes para a cidade. João Pedro Ferreira considera que a sucessão de projetos eleitoralistas que não se concretizam é “insuportável”. O comentador, habitante de Coimbra até há poucos meses, diz que há “uma falta de ideias brutal” para Coimbra.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

No alvorada de hoje ouviu-se mais um episódio da rubrica “5 minutos na vida de uma mulher”, de Isabel Simões. O comentário pode ser ouvido na íntegra aqui.

António Calheiros

4
20
40
0
GMT
GMT
+0000
2019-12-05T20:40:16+00:00
Thu, 05 Dec 2019 20:40:16 +0000