7/12/18

João Leão: “Eu fico de consciência perfeitamente tranquila [sobre a atuação da CD/AAC]”

A Comissão Disciplinar da Associação Académica de Coimbra (CD/AAC), pela madrugada, abandonou a fase de contagem de boletins de voto das eleições para a Direção Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) e Mesa da Assembleia Magna por não concordar com as “tentativas de saneamento” que estavam a ser utilizadas durante o processo. A RUC esteve à conversa com o presidente da CD/AAC, João Leão, para perceber o que motivou o abandono do órgão do processo de apuramento quantitativo dos votos. Para João Leão, a atitude está longe de significar um protesto às decisões do Conselho Fiscal (CF/AAC).

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

As diferenças de pensamento são ancoradas em dados e números concretos que, como contou à RUC, João Leão não pode revelar até decisão final e lançamento de ata assinada. Até esse momento, tudo o que aconteceu no processo é sigiloso. Ainda assim, no abandono do processo, em declarações ao Jornal A Cabra, João Leão justificou a saída do CD/AAC porque “presenciou diversas e demais tentativas de justificar as incongruências que deviam ser inseridas na margem de erro que o próprio Conselho Fiscal aprovou na sua decisão”. Sobre as declarações, o presidente da comissão adiantou um pedido de desculpas pela forma como se expressou.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

João Leão explica que no cerne da questão se encontram ideias diferentes entre o CF/AAC e a CD/AAC.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A serem inseridas as incongruências nas margens de erro criadas e estabelecidas pelo CF/AAC, para o presidente da comissão, não se passaria para a contagem qualitativa dos votos

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Só depois de repetidas é que se poderia passar à contagem qualitativa nos casos assinalados. João Leão comenta ainda a sensação de alguns estudantes de que a CD/AAC está a fazer uma birra. Não se trata disso, mas sim de marcar uma posição de acordo com os estatutos da AAC.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Para o órgão, não vale a pena construir uma casa pelo teto, uma metáfora que aplica à continuação do processo eleitoral, de início mal parado.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A CD/AAC é um órgão jovem, uma criação recente dos novos Estatutos da AAC. João Leão reconhece que a Comissão passa ainda desconhecida para alguns estudantes, e por isso mesmo, pautou a atuação da Comissão para marcar a diferença, para marcar um passo.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Numa trama há sempre um conflito. Nesta é entre o CF/AAC e a CD/AAC que, para João Leão não descredibiliza a estrutura da Academia junto do corpo estudantil. Pelo contrário, até a reforça.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

João Leão aproveitou ainda para despir as veste de presidente da CD/AAC e deixar algumas palavras a título pessoal, enquanto estudante da Academia.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Recordamos que este órgão não concorda com a abertura das urnas e acredita que durante o ato eleitoral aconteceram “faltas insanáveis”, opondo-se à decisão do CF/AAC de vir a validar o ato eleitoral. A RUC vai continuar a acompanhar a situação e podem ouvir-nos sempre em emissao.ruc.fm.

Cátia Soares

1
16
18
0
GMT
GMT
+0000
2019-06-24T16:18:31+00:00
Mon, 24 Jun 2019 16:18:31 +0000