15/11/18

José Augusto Bernardes: “A Universidade precisa de ética”

No Alvorada de hoje, o diretor da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC), José Augusto Bernardes, foi o convidado para o comentário à atualidade noticiosa.

As eleições para o cargo de reitor da Universidade de Coimbra (UC), que devem decorrem no início de 2019, vão contar com a candidatura de Ernesto Costa. Numa nota enviada à agência Lusa, o professor catedrático da Universidade de Coimbra (UC), no Departamento de Engenharia Informática, referiu que avança com a candidatura ao cargo de reitor por considerar que a instituição “não pode ser a Universidade das oportunidades perdidas”. Depois de o director da Faculdade de Letras, José Pedro Paiva, e do vice-reitor Amílcar Falcão terem já assumido a pretensão de liderarem a Academia de Coimbra, Ernesto Costa é o terceiro candidato a reitor da UC.

Neste contexto de conclusão do mandato de João Gabriel Silva, José Augusto Bernardo fez um balanço dos dois mandatos do atual reitor e perspetivou um processo pré-eleitoral em que não vai faltar o debate entre os candidatos.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Os recém divulgados resultados do estudo dos públicos dos museus nacionais revelaram que 54% dos visitantes do Museu Nacional Machado de Castro (MNMC) tinham idades entre os 15 e os 34 anos. Avaliado ao longo de um período de 12 meses, no âmbito do estudo promovido pela Direção-Geral do Património Cultural, em parceria com o Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa, concluiu-se que o MNMC foi mais procurado pelo contingente feminino, que constituiu 55% dos visitantes.

O diretor da Biblioteca Geral considera que os resultados do estudo contrariam as tendências pessimistas, no entanto salienta que no panorama turístico de Coimbra, em geral, faltam melhorias.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Terminou ontem o V Congresso Internacional de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, que juntou investigadores de Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Timor Leste e São Tomé e Príncipe. O evento teve como tema Ética e Deontologia do Jornalismo no Espaço Lusófono e esteve inserido no ciclo comemorativo do 20º aniversário do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEISXX). Numa nota prévia ao congresso, o presidente da comissão organizadora, Carlos Camponez, salientou que no contexto da situação atual no mundo, “o jornalismo, os media e as universidades, têm de estar na primeira linha de combate”.

Na perspetiva de José Augusto Bernardes, a palavra “combate” é adequada para o presente contexto, dado que a comunicação social sofre do desaparecimento dos órgãos competentes e do enfraquecimento da ética.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Quanto aos temas relevantes no plano nacional, a notícia sobre o fecho do jardim-de-infância em Ligares esteve em destaque nos jornais. A maior freguesia de Freixo de Espada à Cinta perdeu, esta semana, um dos seus últimos serviços e muitos pais ainda não têm com quem deixar as crianças. A direção justificou o encerramento com falta de fundos.

O diretor da BGUC estranha o encerramento do serviço por falta de financiamento e apela a políticas que contrariem a desertificação do interior.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

No espaço do programa de hoje, houve ainda tempo para o comentário sobre o fim do mandato de Carlos Oliveira na presidência do Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro, e sobre a greve dos estivadores do porto de Setúbal que afeta, entre outras empresas, a Autoeuropa.

O comentário pode ser ouvido na íntegra aqui.

David Coelho e Ian Ezerin.

6
9
16
0
GMT
GMT
+0000
2019-08-24T09:16:28+00:00
Sat, 24 Aug 2019 09:16:28 +0000