15/11/18

Greve da Função Pública encerrou cantinas e bares na UC

A manifestação de hoje, convocada pela CGTP, levou milhares de trabalhadores à capital. A Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses liderou a manifestação da função pública esta tarde, desde o Marquês de Pombal aos Restauradores, em Lisboa. O membro do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Centro, José Dias, explicou à RUC quais os principais objetivos da manifestação. Incluiu a Universidade de Coimbra (UC) nos protestos, expondo as condições precárias em que os funcionários públicos das cantinas trabalham.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Deslocaram-se milhares de trabalhadores à capital com vista a reivindicar melhores salários e horários e o aumento de pessoal. O sindicalista diz que o Governo tem de tomar medidas urgentes também quanto às horas extraordinárias dos trabalhadores, para evitar uma rutura.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Em Coimbra a greve fez-se sentir nas cantinas e bares nas faculdades da UC. Segundo José Dias, os protestos foram em prol de objetivos e reivindicações comuns a todo o país e a todos os serviços públicos, e reitera que a função pública aguarda que o Governo reaja.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Para que os trabalhadores pudessem justificar a falta ao serviço, a CGTP emitiu um pré-aviso de greve da função pública.

Raquel Branco

2
11
03
0
GMT
GMT
+0000
2018-12-11T11:03:29+00:00
Tue, 11 Dec 2018 11:03:29 +0000