12/09/18

CMC aprova discussão pública de apoios a atletas e obras em edifícios desportivos

O projeto de Regulamento Municipal Tóquio 2020 define regras de apoio da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) a clubes desportivos e associações, com atletas inscritos na época de 2017/2018 nessas instituições desportivas, e que estejam incluídos no Programa de Alto Rendimento das Federações de Modalidade Olímpica e Paraolímpica e do Projeto de Preparação Olímpica e Paraolímpica do Comité Olímpico e Paraolímpico de Portugal.

Aprovada que foi a discussão pública, na última segunda-feira, dia 10 de setembro, na reunião do executivo, depois de publicado em Diário República fica à disposição dos que quiserem contribuir com propostas durante 30 dias.

O vereador do desporto da CMC, Carlos Cidade, no final da reunião, explicou que a programa da CMC visa apoiar os atletas do concelho de Coimbra a conseguirem resultados desportivos que lhes permitam chegar a Tóquio em 2020.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Por cada atleta integrado no Programa de Alto Rendimento das Federações de Modalidade Olímpica e Paraolímpica a CMC propõe-se atribuir 7000 euros anuais. Para os atletas que já estão no Projeto de Preparação Olímpica e Paraolímpica do Comité Olímpico e Paraolímpico de Portugal – Tóquio 2020, está previsto o montante de 3000 euros.

O vereador do desporto da CMC aponta o Judo, a Natação, o Taekondo e o Boccia como algumas das modalidades com atletas em condições de receberem apoios, no entanto não exclui que outras modalidades consigam.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A imposição de inscrição num clube de Coimbra na época de 2017/2018, como condição para a atribuição de apoio, pretende impedir mudanças de clubes de última hora.

Após a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Tóquio 2020, pelos resultados obtidos, os atletas apoiados que consigam integrar as finais, vão receber 5000 euros e os que conseguirem uma medalha 10 mil euros. “Não vai ser uma obsessão” mas “mais um incentivo”, afirma Carlos Cidade.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Para obter apoio financeiro, as associações e clubes desportivos que cumpram os requisitos estipulados no Regulamento Municipal Tóquio 2020 têm de se candidatar de 1 a 30 de novembro. Depois de validados os requisitos pelos serviços da CMC, se a candidatura for aprovada, vai ser celebrado um contrato-programa entre a autarquia e a associação ou o clube proponente.

Durante a sessão do executivo que decorreu na segunda-feira o vereador do movimento Somos Coimbra, José Manuel Silva questionou Carlos Cidade sobre a CMC ainda não ter feito chegar às associações e clubes desportivos os apoios atribuídos para a época 2017/2018, quando já está a começar uma nova época. O vereador com a responsabilidade do desporto informou que a maioria dos clubes que se candidataram ainda não apresentou os elementos necessários.

Foi ainda aprovado colocar em discussão pública o Regulamento Municipal de Reabilitação de Infraestruturas Desportivas destinado ao apoio financeiro a associações e clubes desportivas que necessitem de realizar grandes obras de valor superior ou igual a 20 mil euros. O regulamento define os documentos necessários e o período entre 1 e 30 de novembro como prazo para candidatura.

O executivo aprovou por unanimidade os dois pontos da agenda e deixou um apelo aos conimbricenses para que participem na discussão pública dos dois documentos.

Isabel Simões 

2
11
02
0
GMT
GMT
+0000
2018-12-11T11:02:11+00:00
Tue, 11 Dec 2018 11:02:11 +0000