8/03/18

NEE/AAC volta a pôr avaliação do governo de António Costa na ordem do dia

A segunda sessão do Ciclo de Conferências “Economia Hoje, Futuro Amanhã: Retrospetiva do Governo de António Costa”, teve lugar ontem (7) no auditório da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, durante a tarde. A sessão organizada pelo Núcleo de Estudantes de Economia da Associação Académica de Coimbra (NEE/AAC) teve como convidados dois opositores: Jorge Coelho, do Partido Socialista (PS) e Luís Marques Mendes, do Partido Social-Democrata (PSD).

O primeiro orador, Luís Marques Mendes, avaliou o governo de António Costa de uma forma positiva.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O balanço positivo feito pelo ex-presidente do PSD deve-se em parte à estabilidade política, paz social, ao crescimento financeiro, fruto do desenvolvimento da economia europeia, e à devolução de rendimentos que teve um impacto positivo no poder de compra dos portugueses. Por outro lado, apontou falhas que considera serem responsabilidade do governo como o corte no investimento público. Disse ainda haver “muita retórica” e deu o exemplo da aposta maior na inovação e na investigação ligada às empresas.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Jorge Coelho do PS falou em específico nas falhas do Sistema Nacional de Saúde. Defendeu que o governo de António Costa deve rever as taxas moderadoras, para aumentar o acesso aos cuidados de saúde de toda a população.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Marques Mendes e Jorge Coelho elogiaram ainda o talento político e a boa relação que o primeiro-ministro mantém com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e, numa última parte da conferência onde puderam ser ouvidas as perguntas do público, Jorge Coelho, confrontado com a questão da descentralização classificou como “um disparate” a mudança do Infarmed de Lisboa para o Porto.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O ciclo de conferências “Economia Hoje, Futuro Amanhã”, realizado com o objetivo de proporcionar aos estudantes uma formação extracurricular, já tinha contado na sua estreia, dia 12 de fevereiro, com a presença Pedro Passos Coelho.

André Pinheiro e Inês Morais

6
4
30
0
GMT
GMT
+0000
2018-06-23T04:30:32+00:00
Sat, 23 Jun 2018 04:30:32 +0000