19/02/18

Novo desaire caseiro impede Briosa de alcançar a liderança

Não foi desta que o Organismo Autónomo de Futebol da Associação Académica de Coimbra voltou a vencer no Estádio Cidade de Coimbra. No passado sábado, a Briosa perdeu, no confronto com o Vitória Sport Clube B, por 1-2.

Arrancou melhor a Académica e cedo chegou ao golo. Corrida de Femi pela esquerda, solta para a entrada do lateral Pedro Empis, que manteve a titularidade. O jogador emprestado pelo Sporting tira um cruzamento rasteiro para junto da marca de penalti, onde surgiu Luisinho, vindo do flanco oposto, para finalizar com o pé canhoto. Inaugurado o marcador aos 11 minutos.

De novo Luisinho, após calvalgada de Djoussé, Guima com um remate e Mike Moura, cara a cara com guardião do Vitória, tiveram nos pés oportunidades de ouro para dilatar o marcador. A Académica dominou largamente os primeiros 40 minutos de jogo. Foi precisamente pela análise desse período que o treinador da Briosa, Ricardo Soares, começou o discurso na conferência.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Na segunda parte, a letargia da Académica e a troca de Estupiñán por Bence Bíró nos vimaranenses mudou a configuração do jogo. Bastaram dois minutos em campo para o avançado húngaro receber na área, sem oposição, e colocar a bola junto do poste direito de Ricardo Ribeiro. Se o primeiro golo surge do lado direito, foi pelo lado esquerdo que Tiago Castro galgou terreno e tirou um cruzamento. Infelicidade para Yuri Matias que, ao tentar cortar o lance, acabou a introduzir a bola na própria baliza. Reviravolta no resultado com cinco minuto volvidos na segunda parte. Ricardo Soares reconheceu as falhas da sua equipa e fez referência à qualidade do adversário.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A Académica arriscou a partir do banco, ao trocar o central Yuri pelo avançado Alan Júnior. Passados dois minutos, João Real teve de abandonar as quatro linhas e entrou para o seu lugar Brendon.

Até ao final, o futebol jogado baixou de qualidade e nenhuma das equipas demonstrou capacidade para mudar o marcador. O apito final de Rui Oliveira confirmou a boa série dos vimaranenses, que estão há seis jogos consecutivos a vencer na Ledman LigaPro. Já a Académica, somou apenas quatro pontos nos últimos quatro jogos em Coimbra.

O treinador da AAC/OAF considerou o resultado injusto e garante que a Académica vai reagir. Para Ricardo Soares, o que mais importa é, no final do campeonato, ficar em lugar de subida.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O treinador lamentou ainda circunstância da saída do central João Real, dois minutos após retirar Yuri, o que condicionou as escolhas para o resto da partida.

Com este e os restantes resultados da 25.ª jornada da Ledman LigaPro, a AAC/OAF permanece no segundo lugar, agora na companhia do Arouca, com 43 pontos somados, e a um do FC Porto B, que também perdeu.Na próxima jornada a Académica desloca-se a Alcochete para novo duelo com uma equipa B, desta feita a do Sporting Clube de Portugal. A partida está marcada para sábado, dia 24 de fevereiro, às 15h00.

Bernardo Baptista

6
23
51
0
GMT
GMT
+0000
2018-06-23T23:51:42+00:00
Sat, 23 Jun 2018 23:51:42 +0000