2/02/18

Barbosa de Melo: “Refeições escolares não são o melhor sítio para poupar dinheiro”

No Alvorada de hoje (2), o comentário à atualidade noticiosa esteve a cargo de João Paulo Barbosa de Melo, professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC).

A Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) acusa a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) de atrasar a assinatura do contrato de organização dos Jogos Europeus Universitários (EUG 2018) do próximo verão. João Paulo Barbosa de Melo, como presidente da CMC, participou na primeira candidatura de Coimbra à organização dos jogos. O comentador considerou que o evento vai ser muito prestigiante para a cidade de Coimbra, mas manifestou surpresa e preocupação com as notícias de desacordo entre os parceiros.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Uma comitiva da CDU visitou ontem a Escola Básica do 1º Ciclo de Brasfemes e criticou a qualidade da comida servida às crianças. Os responsáveis partidários apontaram como solução para o problema a reversão do que chamaram de “privatização” das refeições escolares. A legislação que levou à concessão das refeições escolares a grandes empresas privadas surgiu quando João Paulo Barbosa de Melo presidia à CMC. O ex-autarca concorda que se deve reverter a lei. O objetivo de redução da despesas pública foi atingido, mas o comentador discorda que as refeições escolares fossem o melhor sítio para poupar.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O congresso do PSD está agendado para 16, 17 e 18 de fevereiro. O jornal Público avança na sua edição de hoje com os dez temas essenciais que o partido vai debater. João Paulo Barbosa de Melo, militante do PSD e delegado ao congresso, afirma que o novo líder tem que clarificar o projeto que o partido deve apresentar ao país em 2018.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O juiz Rui Rangel é o principal arguido da operação Lex por, alegadamente, influenciar decisões judiciais  em troca de dinheiro. O comentador apelidou o sistema judicial de “último reduto da decência” e afirmou-se assustado com a possibilidade deste caso colocar em causa a confiança na justiça.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O Alvorada de hoje contou com a rubrica “Europa”, da responsabilidade de Tomás Nogueira e com voz de João André Oliveira.

O comentário pode ser ouvido na íntegra aqui.

António Calheiros

3
22
16
0
GMT
GMT
+0000
2018-05-23T22:16:02+00:00
Wed, 23 May 2018 22:16:02 +0000